25 julho 2018

Eclipse Lunar Total, dia 27.07, sexta-feira, será o mais longo do século. Aproveite essa energia muito especial.










O

eclipse lunar total do dia 27 de julho, trará uma massiva e poderosa energia cósmica de transformação. 
Este será o eclipse mais longo do século e o catalisador de novos caminhos e alinhamento de propósitos. 
..
Nos últimos dias você pode ter se sentido eufórico, nervoso e ansioso por mudanças. Tudo isso faz parte dos efeitos do eclipse, que já pairam sobre a vida de todos na superfície planetária. 
..
Este é o tempo onde muitas portas estão sendo fechadas e ciclos estão sendo encerrados, para abrir os novos caminhos. Algumas pessoas estão passando por uma limpeza em suas vidas, antes de construir uma inteiramente nova. Outras, estão lidando com seus negócios inacabados a fim de que possam dar um novo passo. 
..
Por mais que possa parecer difícil, tenha paciência com o que se apresenta para você neste momento. As energias estão se estabilizando e atuando de maneira coordenada para levá-lo onde você precisa estar. 
..
Eclipses definem términos e inícios, portanto, o que quer que esteja saindo da sua vida, deixe ir. Durante este tempo de transição planetária e grandes liberações de energias cósmicas, fortalecido pela tríade de eclipses iniciada no dia 12 de julho e que terá seu término com o eclipse do dia 11 de agosto, espere por grandes mudanças. 
..
Este é o momento em que os desejos da alma poderão começar a se materializar de forma ainda mais intensa para redesenhar todo o cenário planetário e vidas pessoais de cada um. 
..
Ao final deste processo, com o eclipse do dia 11 de agosto, todos estarão num espaço e momento de clareza e sabedoria, inteiramente enraizados em seus novos caminhos.  #eclipse #luacheia #energia#espiritualidade #universo

12 julho 2018

Eclipse Solar de hoje, 12 de julho: Aproveite essa oportunidade única.

Não se trata de ter pensamentos positivos, 
trata-se de não ter pensamentos!




N

o dia 12 de julho, às 23hs:47m teremos um eclipse solar no signo de Câncer, exatamente na Casa 4, residência universal desse signo. É um evento astrológico forte e importante que determinará o tom dos próximos 28 dias. Ali nasce uma Lua em conjunção com o Sol, recebendo uma oposição de Plutão e Saturno na Casa 10.

Existem outros aspectos nesse mapa, mas vamos falar apenas do principal para melhor compreensão.
As casas envolvidas regem desde nosso mundo interno, nossos sentimentos mais profundos, família, até os eventos políticos e sociais. Internamente, pode haver um sentimento de morte. Plutão tem uma dolorosa função de eliminação do que não nos serve mais, o que envenena ou impede a expansão da consciência e libertação, portanto, deixe morrer o que tem que morrer sem drama. Externamente, no mundo lá fora, é uma espécie de ápice da consciência de que o crime está no Poder , prepare-se!
Mais do que nunca, nas redes sociais você verá negatividade, rancor, ódio e desejo de vingança. Se sentir muita curiosidade pelo bizarro, é porque está se alimentando disso ao invés de estar captando energia cósmica limpa. Como essa energia cósmica é evanescente e delicada, a mente pode não se interessar em fazer o necessário silêncio para captar. A mente não gosta do silêncio, porque o silêncio traz o Aqui e o Agora. E a mente só pode viver na crucificação do tempo, que é dor e sofrimento. Para entender melhor: o que chamaria mais a atenção, uma entidade incorporada dançando se manifestando em meio a batidas, ou um anjo emanando delicadeza e bondade? Provavelmente nem veremos o anjo. Essa é talvez uma das razões pelas quais a humanidade fez tanto questão do barulho.

A melhor maneira de lidar com Plutão é em sua mais alta expressão de consciência. Plutão significa ir até a ponta da Via Láctea, dar as costas para o Sol e olhar para o universo infinito sabendo que teremos que ir, e teremos que ir sozinhos! Bater na porta do Criador ( imagem simbólica) exige coragem. Sem coragem voltamos para trás, e ninguém quer reviver séculos, talvez milênios de sofrimentos e perdas. Só a confiança absoluta nos faz ir em frente, pode chamar de fé, se quiser.

Não esqueça

O que quer que você emita, você está criando, e nesse trânsito que vai durar em torno de um mês, falou, criou. São aquelas coisas que falamos despreocupadamente, sem pensar, que criam a realidade e nesse periodo esse fenômeno está potencializado.

Evite reafirmar a crença de que seu país é um país horrível! Você não sabe se é horrível porque todo mundo fala, ou se todo mundo fala porque é horrível, mas a realidade é que a cada momento estamos criando isso de forma totalmente inconsciente.

Não se trata de ter pensamentos positivos, trata-se de não ter pensamentos!

Não julgue, apenas veja. Quando olhamos para algo que está na sombra, aquilo sai da sombra, pois o olhar é a luz da consciência que ilumina.

Lamentalvelmente veremos mais e mais bizarrices. Olhe e siga em frente, agora com mais um conhecimento: sim, isso existe e não está no meu campo de realide.

Você é um agente energético, então veja qual a sua contribuição para a frequência coletiva! Se está jogando negatividade, essa é a contribuição. E cada um é responsável, principalmente com a presença de Saturno, a lei da causa e efeito é certeira. Não há necessidade de manter uma sintonia alta, apenas zerada! Essa é a vida, essa é a experiência e é isso alguns estão vivendo, ponto! Olhar e não se identificar, você é o Observador!

Tudo o que nasce em um determinado momento do tempo, leva as qualidades daquele momento. Por isso uma indicação saudável é atravessar a hora do evento em silêncio e meditação. O que você estará fazendo nascer, é isso. Se passar em surto é surto que vai chegar.

Não tente parar de pensar ou sentir. Deixe que venha o que tiver que vir sem se identificar. É só olhar que a coisa passa!

Plutão é um fenomenal agente de transformação, mas ele vai atuar exatamente no grau que sua consciência está! Nas oitavas mais baixas de consciência, ele rege a criminalidade, abusos de todos os tipos, perversão, corrupção entre outros. Em sua frequência mais alta, é saber que se queremos continuar nossa jornada e alçar níveis mais altos de expansão e liberdade teremos que desapegar!

Mesmo que não estejamos prontos, não temos esse livre arbítiro, portanto o Universo empurra. Então procure viver a coisa dentro de si, sem se identificar, para não ter que viver lá fora no mundo.

Além da pequena família

Tenha em conta que sua família é a humanidade! O Sol e a Lua na Casa 4 apontam para essa nossa família e para a Pátria que é nosso lar. Defender a pequena família enquanto nos lixamos para todas as outras, implica no retorno disso para nós e aqueles que amamos. É nessas esferas que as coisas vão aparecer para nós durante esse mês. Pessoas do Poder representam Plutão na Casa 10, assim como Saturno. O aspecto é de oposição, significando uma coisa contra a outra em mentes desintegradas. No entanto, a oposição é o único aspecto que permite uma integração. Se você estiver centrado, olhará do centro para ambos os lados.

Cuidado!


Muito cuidado com as frases que emite despreocupadamente. É bem assim que criamos a realidade.

Evite!

Sentimentos de indignação, rancor ou desejar o mal para aqueles que consideramos que merecem. Quando fazemos isso, nosso sistema imediatamente se enche de veneno, e na presença de Plutão pode trazer consequências extremamente desagradáveis ou definitivas.

Mantenham-se acordados!





Eclipse Solar de hoje, 12 de julho:
Aproveite essa oportunidade única.

02 maio 2018

A Nova Medicina Germânica e a incrível canção que cura.

Dr. Ryke Geerd Hamer, nascido em 1935 na Frísia (Alemanha), estudou medicina e teologia na Universidade de Tübingen. Na idade de 22 anos, ele completou seu mestrado em teologia e, em seguida, quatro anos depois, recebeu sua licença profissional como médico. Nos anos seguintes, atendeu em diferentes clínicas universitárias na Alemanha. 

Em 1972, Dr. Hamer completou sua especialização em medicina interna e começou a trabalhar na clínica universitária de Tübingen como internista responsável pelos pacientes com câncer. Ao mesmo tempo, ele dirigia uma clínica privada com sua esposa Dra. Sigrid Hamer, a qual ele havia conhecido durante seus estudos em Tübingen. Ele mostrou um extraordinário talento também para inventar dispositivos médicos. 

Entre outros, ele possui a patente de um bisturi não traumático (Hamer-Scalpel) que corta vinte vezes mais penetrante do que uma lâmina de barbear, um instrumento especial para a cirurgia plástica e uma maca de massagem que se ajusta automaticamente aos contornos do corpo. 

Suas invenções proveram Dr. Hamer e sua família com os meios financeiros suficientes para mudarem para Itália, onde ele realizou seu sonho de tratar os doentes carentes de Roma gratuitamente. Em 18 de agosto de 1978, enquanto ainda vivia em Roma, Dr. Hamer recebeu a chocante notícia de que seu filho Dirk tinha sido baleado acidentalmente pelo príncipe italiano Victor Emanuel de Sabóia. Em 07 de dezembro de 1978, Dirk sucumbiu aos ferimentos e morreu nos braços de seu pai. 

Pouco tempo depois da morte de seu filho, Dr. Hamer foi diagnosticado com câncer testicular. Devido ao fato dele nunca ter ficado gravemente doente antes, ele postulou que o desenvolvimento de seu câncer poderia ser diretamente relacionado com a perda inesperada de seu filho. Na verdade, ele acabaria por, em honra de Dirk, chamar isso de um choque inesperado DHS ou "Síndrome de Dirk Hamer.". 

A morte de seu filho e sua própria experiência com o câncer, fez com que o Dr. Hamer iniciasse uma extraordinária jornada científica. Naquela época, como internista chefe de uma clínica de câncer da Universidade de Munique, ele começou a investigar as histórias de seus pacientes com câncer "e logo aprendeu que, como ele, todos eles tinham experimentado um choque inesperado de um tipo ou outro. Mas ele levou a sua investigação ainda mais longe. Seguindo a hipótese de que todos os eventos corporais são controlados a partir do cérebro, ele analisou as tomografias cerebrais de seus pacientes e as comparou com seus relatos médicos e psicológicos. 

Para sua surpresa, ele encontrou uma clara correlação entre certos "choques de conflito", com suas manifestações sobre o órgão e suas conexões com o cérebro. Até então, nenhum estudo tinha examinado a origem da doença no cérebro e o papel do cérebro como o mediador entre a psique e um órgão doente. 


Dr.Hamer afirma: 
"Mein Studentenmädchen" é uma pequena canção de amor que eu escrevi e escrevi para a minha esposa, em 1976, para marcar o 20º aniversário do nosso amor, ou seja, cinco anos antes de eu descobrir a Germânica Heilkunde (Nova Medicina Germânica) em 1981. Desde então, esta descoberta estava dormindo por 30 anos, quase como a Bela Adormecida.
Em 2006, quando "Mein Studentenmädchen" emergiu de seu longo sono, percebemos que precedeu a maior descoberta da história da humanidade, a Nova Medicina Germânica em cinco anos, mas eu ainda não tinha notado. Representa o protótipo ou arquétipo de todos os nossos grandes e velhos mestres da música clássica, enquanto o protótipo ou arquétipo da Nova Medicina Germânica. Esta parece ser a origem do mistério terapêutico inerente em "Mein Studentenmädchen". Isso é o que a torna única! É como uma chave que abre todas as portas.
Descobrimos esta dimensão terapêutica com uma menina austríaca de 7 anos que sofria a meses de uma doença crônica, para o desespero de seus pais. A menina pediu emprestado a seu pai a música "Mein Studentenmädchen" e a ouviu sem parar por vários dias e noites.
Aparentemente, ela havia escolhido instintivamente o que lhe faria bem, e depois de três dias e três noites, ela havia recuperado a saúde, para a enorme surpresa de seus pais, porque ela tinha estado doente por meses.
Desde então, temos compilado centenas de casos semelhantes, e sem exceção encontrado o mesmo fenômeno.
"Mein Studentenmädchen" produz um efeito que se manifesta, como todo o conjunto da Nova Medicina Germânica, nos três níveis: psíquico, cerebral e orgânico.


Aqui está a canção: Fique ouvindo enquanto lê a matéria.



Uma entrevista com o Dr, Hamer sobre a Canção:





As 5 Leis Biológicas da Nova Medicina Germanica: Impressionante!




O PARADIGMA MÉDICO DO DR. HAMER

Por Caroline Markolin, Ph.D., Vancouver, Canadá

Publicado em 21 de novembro de 2009


Introdução

Em 18 de Agosto de 1978, o Dr. Ryke Geerd Hamer, médico, na época, especialista em doenças da cabeça, na clínica oncológica, na Universidade de Munique, Alemanha, recebeu a notícia chocante de que o seu filho Dirk, tinha recebido um tiro. Dirk morreu em Dezembro de 1978. Alguns meses mais tarde, o Dr. Hamer foi diagnosticado com câncer testicular. Desde que ele nunca esteve seriamente doente, ele supôs que o desenvolvimento do seu câncer poderia estar diretamente relacionado com a perda trágica do seu filho.

A morte de Dirk e a sua própria experiência com o câncer levou o Dr. Hamer a investigar a história pessoal dos seus pacientes com câncer. Ele constatou rapidamente que, como ele, todos tinham passado por algum episódio excepcionalmente estressante anterior ao desenvolvimento do câncer. A observação de uma conexão mente-corpo não foi realmente surpreendente. Inúmeros estudos já tinham mostrado que o câncer e outras enfermidades são freqüentemente precedidos por um evento traumático. Mas o Dr. Hamer levou a sua pesquisa mais além. Seguindo a hipótese de que todos os eventos corporais são controlados do cérebro, ele analisou os escaneamentos do cérebro dos pacientes e os comparou com os seus registros médicos. O Dr. Hamer descobriu que cada doença - não somente o câncer - é controlado de sua própria área específica no cérebro e ligado a um "choque conflitante" muito particular e identificável. O resultado desta pesquisa é um gráfico científico que ilustra o relacionamento biológico entre a psique e o cérebro, em correlação com os órgãos e tecidos do todo o corpo humano.

O Dr. Hamer chamou as suas descobertas de "As Cinco Leis Biológicas da Nova Medicina", porque estas leis biológicas, que são aplicáveis ao caso de qualquer paciente, oferecem uma compreensão inteiramente nova da causa, do desenvolvimento e do processo natural de cura das enfermidades. (Em resposta ao número crescente de distorções de suas descobertas e para preservar a integridade e a autenticidade do seu trabalho científico, o Dr. hamer agora protegeu legalmente o material de sua pesquisa, sob o nome de Nova Medicina Alemã (NMA). O termo Nova Medicina não poderia ter os seus direitos autorais protegidos internacionalmente.

Em 1981, o Dr. Hamer apresentou as duas descobertas à Faculdade Médica da Universidade de Tübingen, como uma tese de pós-doutorado. Mas até este dia, a Universidade se recusou a testar a pesquisa do Dr. Hamer, apesar de sua obrigação legal em fazer isto. Este é um caso sem precedentes na história das universidades. Similarmente, a medicina oficial se recusa a aprovar as suas descobertas, apesar de algumas 30 verificações científicas, tanto por médicos independentes, quanto por associações profissionais.

Logo após o Dr. Hamer ter apresentado a sua tese, lhe foi dado o ultimato de renunciar as suas descobertas ou ter a renovação do seu contrato na Clínica da Universidade, negada. Em 1986, ainda que o seu trabalho científico nunca tivesse sido contestado, muito menos desaprovado, o Dr. Hamer foi despojado da sua licença médica, pela razão de que ele se recusara a se conformar aos princípios da medicina padrão. Entretanto, ele estava determinado a continuar o seu trabalho. Aproximadamente em 1987, ele foi capaz de estender as suas descobertas para praticamente cada doença conhecida na medicina.

O Dr. Hamer foi perseguido e atormentado por cerca de 25 anos, em particular pelas autoridades Alemãs e Francesas. Desde 1997, o Dr. Hamer esteve vivendo no exílio na Espanha, onde ele continua com a sua pesquisa e onde ele continua a lutar pelo reconhecimento oficial de sua "Nova Medicina". Mas, contanto que a Universidade da faculdade médica de Tübingen mantenha as suas táticas de protelação, aos pacientes por todo o mundo, será negado o benefício das descobertas revolucionárias do Dr. Hamer.

A ORIGEM DA DOENÇA NO CÉREBRO

O Dr. Hamer estabeleceu que "cada doença é causada por um conflito que pega um indivíduo totalmente sem precaução. (Primeira Lei Biológica). Em honra ao seu filho, Dr.Hamer chamou a este evento estressante imprevisto de Síndrome de Dirk Hamer ou SDH. Psicologicamente falando, uma SDH é um incidente muito pessoal, condicionado pelas nossas experiências passadas, nossas vulnerabilidades, nossas percepções individuais, nossos valores e crenças. Entretanto, uma SDH não é um conflito meramente psicológico, mas sim biológico, que tem que ser compreendido no contexto de nossa evolução.

Os animais experienciam estes choques biológicos em termos concretos, por exemplo, através de uma súbita perda do ninho ou território, uma perda de uma prole, uma separação de um companheiro ou do grupo, uma ameaça inesperada de fome, ou um terror ou morte. Com o decorrer do tempo a mente humana adquiriu um modo figurativo de pensar. Nós podemos experienciar estes conflitos biológicos também em um sentido invertido. Um homem, por exemplo, pode sofrer um "conflito de perda de território" quando inesperadamente perde o seu lar ou seu local de trabalho. Uma mulher com o "conflito do ninho" pode ter uma preocupação com o bem-estar de um "membro do ninho", um "conflito de abandono" pode ser provocado por um divórcio inesperado, ou por ser movida para o hospital. As crianças freqüentemente sofrem um "conflito de separação" quando a Mãe decide voltar ao trabalho ou quando os pais se separam.

Analisando milhares de tomografias cerebrais computadorizadas (TC), em relação as histórias dos seus pacientes, o Dr. Hamer descobriu que no momento em que um SDH ocorre, o choque impacta uma área específica, pré-determinada no cérebro, causando uma "lesão" que é visível em uma tomografia computadorizada, como uma série de anéis concêntricos e distintos. Após o impacto, as células afetadas do cérebro comunicam o choque ao órgão correspondente, que, por sua vez, responde com uma alteração particular previsível. A razão por que os conflitos específicos estão ligados indissoluvelmente às áreas específicas do cérebro, é que durante a nossa evolução histórica, cada parte do cérebro estava programado para responder instantaneamente aos conflitos que poderiam ameaçar a nossa sobrevivência. Enquanto o "velho cérebro" (tálamo e cerebelo) é programado com temas mais avançados, tais como conflitos territoriais, conflitos de separação, conflitos de identidade e conflitos de auto-desvalorização.

A pesquisa médica do Dr. Hamer está firmemente ligada à ciência da embriologia, porque se o órgão responde a um conflito através do crescimento de um tumor, através da lesão de um tecido, ou através de dano funcional, é determinado pela camada embriônica do embrião, que tanto o órgão quanto o tecido correspondente do cérebro se originam. (Terceira Lei Biológica).

O Sistema Ontogênico de Tumores ilustra estes órgãos controlados do "velho cérebro, que se derivam do endoderma ou do mesoderma do "velho cérebro", como os pulmões, o fígado, o cólon, a próstata, útero, pele do cório, pleura, peritônio, pericárdio, glândulas mamárias, etc, sempre geram proliferação celular, assim como ocorre o conflito correspondente. Tumores destes órgãos, portanto, se desenvolvem exclusivamente durante a fase do conflito ativo (iniciada pelo SDH).

Vamos tomar o câncer do pulmão, como exemplo. O conflito biológico ligado ao câncer do pulmão é um "conflito de terror da morte", porque em termos biológicos, o pânico da morte é equiparado ao ser que é incapaz de respirar. Com o choque do terror da morte, as células dos alvéolos pulmonares, que regulam a respiração, começam instantaneamente a se multiplicar, formando um tumor no pulmão. Contrário à visão convencional, esta multiplicação das células do pulmão, não é um processo sem sentido, mas serve a um propósito biológico muito definido, isto é, para aumentar a capacidade dos pulmões, e, assim, otimizar a chance de sobrevivência do organismo. As análises do escaneamento cerebral do Dr. Hamer demonstram que cada pessoa com câncer nos pulmões apresenta uma configuração distinta na área correspondente no tronco cerebral, e que cada paciente tinha sofrido um pânico inesperado da morte anteriormente ao acesso do câncer. Na maior parte dos casos, o terror da morte foi provocado por um choque pelo diagnóstico do câncer que a pessoa experienciou como uma "sentença de morte". Dado que o ato de fumar está em declínio, isto emite nova luz no aumento enigmático do câncer do pulmão (O assassino nº 1) e chama à questão se o ato de fumar é por si uma verdadeira causa do câncer no pulmão.

O câncer das glândulas mamárias, de acordo com as descobertas do Dr. Hamer, é o resultado de ou um conflito "mãe-filho" ou um conflito de "preocupação com o parceiro". Estes tipos de conflitos sempre impactam o "velho cérebro" na área que controla as glândulas que produzem leite. Uma mulher pode sofrer um conflito de preocupação mãe-filho, quando a sua descendência (prole) fica subitamente ferida ou seriamente doente. Durante a fase ativa de stress do conflito, as células das glândulas mamárias se multiplicam continuamente, formando um tumor. O propósito biológico da proliferação celular é ser capaz de proporcionar mais leite para a prole sofrida e, assim, acelerar a cura. Cada humano e mamífero do sexo feminino nasce com este antiquíssimo programa de resposta biológica. Muitos estudos de casos do Dr. Hamer mostram que as mulheres, até quando não alimentaram no peito, desenvolveram um tumor nas glândulas mamárias a partir da preocupação obsessiva com o bem-estar de um amado (um filho que esteja com problemas, um pai que esteja doente, ou um amigo querido que seja uma causa de preocupação).

O que foi dito sobre o câncer de pulmão e câncer de mama se aplica igualmente a todos os outros cânceres que se originam no "velho cérebro". Cada um é provocado por um choque com um conflito específico que ativa um "Programa Biológico Significativo e Especial" (Quinta Lei Biológica), que permite ao organismo superar o funcionamento diário e lidar fisicamente com a situação de emergência. Para cada tipo de conflito há um revezamento do cérebro de onde o programa biológico particular é coordenado.

Enquanto os órgãos controlados do "velho cérebro" geram o crescimento de um tumor durante a fase ativa do conflito, o oposto é o caso com todos os órgãos que são controlados do cerebelo ("novo cérebro"). A respeito da camada embriônica, todos os órgãos e tecidos dirigidos pelo cérebro (ovários, testículos, ossos, nodos linfáticos, epiderme, revestimento do colo do útero, tubos bronquiais, vasos coronários, etc.), se originam do ectoderma ou o mesoderma do "novo cérebro". No momento em que ocorre o conflito, o tecido do órgão biologicamente correspondente responde a cada degeneração celular. Necroses dos ovários ou testículos, osteoporose, câncer dos ossos, ou úlceras estomacais, por exemplo, são condições que somente ocorrem enquanto uma pessoa está em um estado de stress emocional em relação ao conflito relatado. Como é para ser esperado, a perda do tecido tem um significado biológico.

Vamos usar como exemplo o tecido do revestimento do duto do leite. Desde que o revestimento epitelial escamoso dos dutos do leite se desenvolveram em um período muito mais tarde do que as glândulas produtoras do leite, este tecido mais jovem é controlado de uma parte mais jovem do cérebro, ou seja, o córtex cerebral. O conflito biológico do revestimento do duto do leite é um "conflito de separação" experienciado como se "o meu filho (ou o meu companheiro) fosse arrancado do meu peito". Um mamífero fêmea pode sofrer tal conflito quando a prole se perde ou é morta. Como um reflexo natural ao conflito, o tecido do revestimento do duto do leite começa a ulcerar. O propósito da perda do tecido é aumentar o diâmetro dos dutos, porque com dutos ampliados, o leite que não é mais usado pode drenar com mais facilidade e não fico congestionado no peito. O cérebro de cada mulher é programado com esta resposta biológica. Deste que o peito da mulher (fêmea) é, biologicamente falando, sinônimo de cuidado e nutrição, as mulheres (fêmeas), sofrem um conflito pela separação inesperada de um amado pelo qual elas se preocupam intensamente. Não há virtualmente sintomas físicos durante a fase ativa do conflito.

A FASE DOIS - PADRÃO DE CADA ENFERMIDADE

Dr. Hammer descobriu também que, desde que há uma resolução do conflito, cada doença prossegue em duas fases (Segunda Lei Biológica). Durante a primeira fase ou a fase do conflito- (fase ativa), todo o organismo é ajustado para lidar com o conflito. Enquanto uma alteração significativa da célula segue o seu curso ao nível físico, a psique e o sistema vegetativo autônomo também tentam lidar com a situação inesperada. Ligado ao estado de stress ,(estado mórbido caracterizado por uma hiperatividade do sistema simpático e que se manifesta como hipertensão arterial, taquicardia e irritabilidade), a mente se torna completamente preocupada com os conteúdos do conflito. Perturbações do sono e falta de apetite são sintomas típicos. Biologicamente falando, isto é vital, porque o foco no conflito e as horas extras despertas, proporcionam as condições certas para lidar com o conflito e encontrar uma resolução. A fase ativa do conflito é também chamada de "fase fria". Desde que os vasos sanguíneos ficam contraídos durante o stress, os sintomas típicos da atividade do conflito, são as extremidades frias (particularmente as mãos frias), os calafrios e suores frios. A intensidade dos sintomas depende naturalmente da magnitude do conflito.

Se uma pessoa permanece em um intenso estado ativo do conflito no decorrer de um longo período de tempo, a condição pode ser fatal. Mas o Dr. Hamer prova além da dúvida racional que um organismo nunca pode morrer de câncer. Uma pessoa pode morrer como resultado de complicações mecânicas de um tumor, por exemplo, quando fecha um órgão vital, tal como o cólon ou os dutos da bílis, mas de modo algum as células do câncer, como tais, causam a morte. Na Nova Medicina Alemã, a distinção entre câncer "maligno" e "benigno" é inteiramente inexpressiva. O termo "maligno" é uma idéia artificial (o mesmo se aplica aos sinais de tumores), que simplesmente indica que a atividade da reprodução da célula excedeu um determinado limite arbitrário.

Se uma pessoa morre durante a fase ativa do conflito, usualmente é por causa da perda de energia, perda do peso, perda do sono e exaustão mental e emocional. Freqüentemente, é um diagnóstico devastador do câncer ou um prognóstico negativo - "Você tem seis meses de vida"! - que lança os pacientes com câncer (incluindo os seus amados), em um estado de desespero. Com pouca ou nenhuma esperança, e privado de sua força de vida, eles definham e, eventualmente, morrem de caquexia (perda de peso e fraqueza em doentes graves ou terminais), um processo agonizante que os tratamentos convencionais do câncer, somente aceleram.

Se o paciente não passou por qualquer tratamento convencional (especialmente quimioterapia e radioterapia), a Nova Medicina Alemã tem um índice de sucesso de 95 a 98 por cento. Ironicamente estas estatísticas para o notável índice de sucesso do Dr. Hamer foram liberadas pelas próprias autoridades. Quando o Dr. Hamer foi detido e, 1997 por ter dado conselhos médicos à três pessoas sem licença médica, a polícia confiscou as fichas dos seus pacientes, analisando-as. Subseqüentemente, um Promotor Público foi forçado a admitir durante o julgamento que, após cinco anos, 6.000 dos 6.500 pacientes principalmente com câncer terminal estavam ainda vivos. Com o tratamento convencional os números são geralmente o inverso. De acordo com o epidemiologista e bioestatístico Dr. Ulrich Abel (da Alemanha): "O sucesso da maior parte das quimioterapias é espantoso... Não há nenhuma evidência científica para a sua habilidade estender de qualquer modo apreciável as vidas dos pacientes que sofrem do câncer orgânico mais comum... A Quimioterapia para malignidades muito avançadas para a cirurgia, que responde por 80% de todos os cânceres, é um solo improdutivo científico". (Lancet 1991).

O CORPO SE CURA

A resolução do conflito assinala o início da segunda fase do programa biológico. Nossas emoções e o nosso organismo se ligam imediatamente a um modo de cura, auxiliado à ligação do sistema vegetativo à "vagotonia".(instabilidade vasomotora, transpiração abundante, tendência para a obstipação e cãibras musculares). Durante a fase de cura, o apetite retorna, mas estamos muito cansados ( poderíamos nem mesmo sermos capazes de sairmos da cama). Descansarmos e suprirmos o organismo com nutrientes são essenciais, enquanto o corpo está tentando se curar. A segunda fase é também chamada de "fase quente", pois durante a vagotonia, os vasos sangüíneos ficam aumentados, causando mãos quentes, pés quentes e pele quente.

Com a resolução do conflito, há também uma mudança instantânea ao nível do órgão. A proliferação celular ("o velho cérebro" - crescimento controlado do tumor ), ou fusão celular ("novo cérebro" - perda controlada do tecido), imediatamente chega a uma parada, e o processo apropriado de reparação é acionado. Uma área que necrosou ou ulcerou durante a fase ativa do conflito é agora preenchida e reabastecida com novas células. Isto é usualmente acompanhado por inchaço potencialmente doloroso, causado por um edema que protege o tecido enquanto ele está curando. Outros sintomas típicos de reparo são a hipersensibilidade, a coceira, o espasmo (se o tecido do músculo estiver envolvido), e inflamação. Exemplos de "enfermidades" que somente ocorrem na fase de cura são: determinadas doenças de pele, hemorróidas, laringite, bronquite, artrite, aterosclerose, doenças na bexiga ou nos rins, determinadas enfermidades no fígado e infecções.

Baseada na observação da multiplicação celular (mitose), e na distinção padrão entre tumores "benignos" e "malignos", a medicina convencional interpreta a produção natural das células de cura de tecidos como uma "malignidade". Na Nova Medicina Alemã, nós distingüimos dois tipos de tumores. Mas os tumores não estão divididos em benignos e malignos. Eles são classificados de acordo com o tipo de tecido e a parte do cérebro da qual ele se originam e são controlados. Há aqueles tumores que se desenvolvem exclusivamente durante a fase ativa do conflito (tumor no pulmão, tumor no cólon, tumor no fígado, tumor no útero, tumor na próstata, etc.), e de modo inverso, aqueles que resultam do processo natural de reparação. Como com os cânceres controlados do "velho cérebro", o crescimento do tumor não é nem acidental, e nem sem sentido, desde que a proliferação celular se interrompe tão logo o tecido é restabelecido. Câncer testicular, câncer ovariano, linfoma, vários tipos de sarcoma, carcinoma nos brônquios e na laringe, e o câncer, são todos de natureza curativa e são fenômenos exclusivamente de fase de cura. Desde que o processo de cura não seja interrompido através da medicação ou uma reincidência do conflito, estes tumores eventualmente reduzem durante a conclusão da fase de cura.

O segundo tipo de câncer de mama, o "carcinoma ductal in situ", também cai nesta categoria. Enquanto um câncer glandular da mama seja uma indicação de que uma mulher esteja na fase ativa de um conflito de preocupação, um câncer intraductal é um sinal positivo de que o conflito relacionado à separação ("arrancado do meu peito"), foi resolvido. Uma mulher não desenvolve câncer de mama sem uma razão! Nem ela desenvolve o câncer de mama por coincidência, precisamente em seu peito direito ou esquerdo.

A IMPORTÂNCIA DE NOSSA LATERALIDADE BIOLÓGICA

O Dr. Hamer achou que a nossa lateralidade determina se uma doença como o câncer, se desenvolve no lado direito ou no lado esquerdo do nosso corpo. Esta é a regra: uma pessoa destra (mão direita predominante) responde a um conflito com a sua mãe ou filhos com o lado esquerdo do corpo, mas responde a um conflito que se relaciona com um "companheiro", como exemplos, o pai, irmãos, parente, amigos, colegas, etc. com o lado direito. Para os sinistros ( que usam a mão esquerda) é o inverso. Há sempre uma relação cruzada do cérebro com o corpo, porque cada hemisfério do cérebro (excluindo o tálamo) dirige o lado oposto do corpo.

O modo mais simples de identificar a nossa lateralidade biológica é o teste das palmas. A mão mo alto é a mão de liderança (dominante) e indica se somos destros ou sinistros. Assim, um câncer de mama na mama direita, um cisto ovariano no ovário esquerdo, uma doença de pele no lado direito ou esquerdo (ou ambos), uma paralisia motora no lado esquerdo (como exemplo, após uma pancada), nos dá uma primeira indicação de "quem" estava envolvido quando ocorreu o conflito original. Em relação a mais conflitos avançados (e regiões do cérebro), o estado hormonal tem também que ser levado em conta para uma avaliação exata.

O PAPEL BENÉFICO DOS MICRÓBIOS

Outro aspecto da pesquisa do Dr. Hamer foi o papel dos micróbios durante o desenvolvimento da doença. Isto, resumindo, é o que ele encontrou (Quarta Lei Biológica): Os micróbios, tais como os fungos, as bactérias e os vírus são somente ativos durante a fase de cura, e a maneira na qual eles operam está plenamente de acordo com a lógica evolucionária. A bactéria tuberculosa, por exemplo, povoa somente os tecidos controlados pelo "velho cérebro". Sua função durante a fase de reparação é decompor os tumores que são agora supérfluos, como os tumores no pulmão, no cólon, nos rins, na próstata, no útero, tumores nas glândulas mamárias, melanomas e mesotelioma. A bactéria tuberculosa é essencial para destruir o desenvolvimento de "células disponíveis" que proliferavam por uma razão biológica durante a fase ativa do conflito. Se a bactéria requerida não está disponível, devido à vacinação, uso excessivo de antibióticos, ou tratamento de quimioterapia, o tumor não pode se desintegrar apropriadamente. Como resultado, ele permanece no lugar e encapsula inofensivamente. Detectado em um check-up de rotina, entretanto, tal crescimento encapsulado pode levar a um diagnóstico de câncer, e, potencialmente, novos choques de conflitos com novos sintomas. Ao compreendermos as leis biológicas do desenvolvimento da doença este prospecto pode ser virtualmente eliminado.

Enquanto a bactéria destrói as células do tumor que não são mais necessárias, os vírus parecem estar envolvidos no processo de cura dos - exclusivamente - tecidos controlados pelo córtex cerebral (como brônquios, membrana nasal, revestimento do estômago, revestimento dos dutos da bílis e epiderme). A hepatite, a pneumonia, herpes, resfriado, gripes, são indicações que um processo de cura natural, mas "virulento" (maligno) está seguindo o seu curso. Em relação ao papel dos vírus, o Dr. Hamer prefere falar de "vírus hipotéticos", desde que ultimamente a existência de vírus é colocada em dúvida. Isto estaria de acordo com as descobertas anteriores do Dr. Hamer que o processo de reconstrução e restauração de tecido ulcerado ou necrosado ainda ocorre, ainda que os vírus relacionados ao tecido não estejam presentes.

O dilema no qual a medicina convencional se encontra é que ao deixar de reconhecer o padrão de duas fases de cada doença, a primeira, a fase ativa do conflito, rotineiramente é negligenciada. Desde que os micróbios são somente ativos durante a fase de cura, e desde que a atividade dos micróbios é tipicamente acompanhada por inchaço, febre, pus, erupções, e dor, os micróbios são considerados malévolos e a causa de doenças infecciosas. Mas os micróbios não causam a doença. Afinal, é o nosso organismo que emprega os micróbios para otimizar o processo de cura. Os micróbios podem, naturalmente, ser transmitidos, mas eles permanecem adormecidos até que a pessoa esteja na fase de cura do mesmo tipo do conflito.

QUESTIONANDO A METÁSTASE

Baseado no Sistema Ontogenético dos Tumores, a teoria amplamente propagada que sugere que as células do câncer viajam através do sangue ou dos vasos linfáticos e causam cânceres em novos locais é, nas palavras do Dr. Hamer, "pura ficção acadêmica". As células em geral e as células do câncer em particular, não podem sob nenhuma circunstância mudar a sua estrutura histológica ou atravessar o limiar da camada de origem. Por exemplo, uma célula de tumor no pulmão, que é de origem endodérmica, controlada através do tálamo (velho cérebro), e que prolifera durante a fase ativa do conflito, não pode se transformar em uma célula do esqueleto, que é de origem mesodérmica, controlada do cérebro (novo cérebro), e que deteriora durante um processo de descalcificação do conflito ativo. No cenário "o câncer do pulmão se espalha por metástase nos ossos", as células do câncer no pulmão realmente estariam criando um buraco (isto é, fusão das células - o inverso de um câncer) em algum osso no corpo. Nós também temos que nos perguntar por que as células do câncer raramente "se espalham" ao tecido vizinho mais próximo, ou seja, do útero ao colo do útero. Se as células do câncer viajam através do fluxo sangüíneo, por que é doado sangue sem que seja feita uma triagem para as células do câncer? Por que não há tumores numerosos encontrados nas paredes dos vasos sangüíneos de pacientes com câncer?

O Dr. Hammer, naturalmente, não disputa o fato de cânceres secundários, mas estes tumores subseqüentes não são causados por células migrantes do câncer, que se transformam milagrosamente em um tipo diferente de célula, mas por novos choques do conflito. Novas SDH (Síndromes de Dirk Hamer) podem ser iniciadas através de experiências adicionais traumáticas na vida ou através de choque no diagnóstico. Como já mencionado, um diagnóstico inesperado de câncer, ou sendo dito que está "passando por uma metástase" pode provocar um susto mortal (causando câncer no pulmão), ou qualquer outro tipo de choque relacionado ao diagnóstico, causando novos cânceres em outras partes do corpo. Em muitos casos estes pacientes não o fazem na fase de cura, porque o estado grave de stress os enfraquece a um ponto onde eles têm muito pouca chance de sobreviverem ao tratamento de quimioterapia intensamente tóxico.

O segundo câncer mais freqüente após o câncer no pulmão é o câncer nos ossos. Dr. Hamer percebeu que os nossos ossos são biologicamente ligados a nossa auto-estima e a nossa dignidade própria. Assim, quando é dito que uma pessoa tem uma "doença que ameaça a vida", especialmente uma que supostamente "se espalha como fogo grego" através do corpo, é como se fosse: "Agora eu sou inútil" e o(s) osso(s), próximos a onde nos sentimos inúteis, começam a descalcificar (no caso de câncer de mama, freqüentemente na área do esterno ou das costelas). Assim como com um osso fraturado, o propósito do programa biológico (da "doença"), aparece no final da fase de cura. Quando a fase de reparo se completa, o osso estará muito mais forte neste lugar, assegurando assim que estejamos melhor equipados para a eventualidade de um novo conflito de "auto-desvalorização).

A NATUREZA DOS TUMORES NO CÉREBRO

Uma vez que o conflito tenha sido resolvido, a lesão no cérebro - além da psique e do órgão - também entra na fase de cura. Como com qualquer ferida que está sendo reparada, um edema (excesso de fluido) se desenvolve para proporcionar proteção da recuperação do tecido neural. No escaneamento do cérebro as mudanças são claramente notáveis: os anéis nítidos submergem no edema e aparecem agora como borrados, indistintos e escuros.

Na altura da fase de cura, quando o edema cerebral alcançou o seu tamanho máximo, o cérebro provoca um estímulo breve e forte que expele o edema. Isto é chamado de "Crise Epileptóide" (CE). Durante esta crise, todo o organismo é impulsionado brevemente em um estado de simpaticotonia, isto é, revive os sintomas típicos da fase ativa do conflito, tais como suores frios, extremidades frias, batimentos cardíacos rápidos e náusea. A intensidade e a duração desta crise pré-programada são determinados pela intensidade e a duração do conflito precedente. Ataques cardíacos, ataques de asma, e convulsões epilépticas são apenas alguns exemplos deste ponto crucial e decisivo. O tipo de "crise" depende sempre da natureza do conflito e da área precisa do cérebro envolvida.

Depois que o edema cerebral foi expulso, a neuróglia (células não neuronais do sistema nervoso central), que é o tecido conectivo do cérebro que proporciona apoio estrutural para os neurônios, se reúnem no lugar para restaurar a função das células nervosas que foram atacadas pelo choque do conflito. É este acúmulo natural de Glias (em grego quer dizer "cola"), que a medicina convencional rotula como um "tumor cerebral", com conseqüências freqüentemente terríveis para o paciente. O Dr. Hamer já estabeleceu em 1981 que um tumor no cérebro não é uma doença em si mesma, mas sintomática de uma fase de cura que segue paralela no órgão (controlada pela área correlata do cérebro que está simultaneamente passando pela fase de reparo). Os "cânceres metásticos cerebrais", portanto, não existem também.

TERAPIA (em poucas palavras)

O primeiro passo na terapia é proporcionar uma compreensão da natureza biológica de um sintoma, isto é, um determinado câncer, em relação a sua causa física. Um escaneamento do cérebro e uma anamnese médica, são vitais para determinar se o paciente está ainda no conflito ativo ou já está curado. Se estiver ainda na fase ativa, o foco é identificar a SDH (Síndrome de Dirk Hamer) original e desenvolver uma estratégia para resolver o conflito. É crucial preparar o paciente para os sintomas de cura e para complicações potenciais. Estes sintomas são muito atribuíveis! As descobertas do Dr. Hamer nos proporcionam - pela primeira vez na história da medicina – com um sistema confiável que nos permite não somente compreendermos, mas também prevermos o desenvolvimento e os sintomas de toda e cada doença. Esta é a verdadeira medicina preventiva, um aspecto da Nova Medicina Alemã que dificilmente pode ser suficientemente enfatizada. A verdadeira prevenção requer uma compreensão da verdadeira causa de uma doença, e isto é o que a pesquisa do Dr. Hamer fornece com detalhes esplêndidos. Ao compreendermos as "Cinco Leis Biológicas" da causa e do processo de cura da doença, podemos nos libertar do medo e do pânico que freqüentemente vem com o choque dos sintomas. Este conhecimento é mais do que poder, ele pode salvar vidas.


Caroline Markolin, Ph. D, é uma professora da Nova Medicina Alemã em tempo integral e aprovada pelo Dr. Hamer. Ela está vivendo no Canadá e oferece seminários nos finais de semana regularmente em Montreal e Vancouver.

Tradução:
Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br

20 abril 2018

Ninguém deve morrer de cancer, exceto por descuido.

*

O Dr. Gupta diz: 
"Ninguém deve morrer de câncer, exceto por descuido."

(1). O primeiro passo é parar toda a ingestão de açúcar, sem açúcar no seu corpo, células cancerígenas morreriam de morte natural.

(2). O segundo passo é misturar uma fruta inteira de limão com uma xícara de água quente e beber por cerca de 1-3 meses antes DE SE ALIMENTAR e as células cancerígenas desaparecem, segundo pesquisa da Faculdade de Medicina de Maryland, é 1000 vezes melhor do que a quimioterapia. 

(3). O terceiro passo é beber 3 colheres de óleo de coco orgânico, de manhã e de noite e o câncer desaparecerá, você pode escolher qualquer uma das duas terapias depois de evitar o açúcar. A ignorância não é desculpa; Tenho compartilhado esta informação há mais de 5 anos. Deixar que todos ao seu redor saibam, é um sacrilégio para quem este dia morra de câncer; Deus abençoe. 

Utilidade pública. Passe para frente essa informação vital.



*Lá vem um médico vestido na sua roupa branca com o desenho de uma serpente enrolada em um cajado. Hein?! Porque será que esse é um símbolo tão conhecido da medicina, decorando uniformes e embalagens farmacêuticas? De que forma tal desenho bizarro se tornou um emblema para a profissão?A explicação humorística da cobra é que se o paciente sobreviver o médico cobra, se morrer cobra do mesmo jeito. A razão correta mostra que o antigo emblema tem histórias interessantes por detrás. Na verdade, existem duas versões do símbolo. A versão alada é conhecida como um caduceu, e a vara é um bastão que foi conduzido pelo deus do Olimpo Hermes.
Hermes

Na mitologia grega, Hermes foi um mensageiro entre os deuses e os humanos (o que explica as asas) e um guia para o submundo (o que explica o cajado). Hermes era também o padroeiro dos viajantes, o que torna a sua ligação com a medicina adequada, pois antigamente os médicos tinham que percorrer grandes distâncias a pé para visitar seus doentes. Em uma das versões do mito de Hermes, ele recebe o bastão de Apolo, o deus da cura. Em outra versão, ele recebe do rei dos deuses, Zeus, entrelaçado a duas fitas brancas. As fitas foram substituídas mais tarde por serpentes, já que a história diz que Hermes usou a vara para separar uma briga entre duas cobras, que então se enrolaram nele e permaneceram lá em harmonia e equilíbrio.

Asclépio 

Outra representação do símbolo é o bastão de Asclépio, que não tem asas e apenas uma serpente. Filho de Apolo e da princesa humana Coronis, Asclepius é o semideus grego da medicina. Segundo a mitologia, ele era capaz de restaurar a saúde dos enfermos e trazer os mortos de volta à vida. Em uma lenda, Zeus matou Asclepius com um raio por perturbar a ordem natural do mundo, ressuscitando os mortos, enquanto outra versão indica que Zeus o matou como punição por aceitar dinheiro em troca da realização de uma ressurreição. 


Depois que ele morreu, Zeus colocou Asclepius entre as estrelas como a constelação de Ophiuchus, o Serpentário, ou “portador da serpente”.Os gregos consideravam as serpentes sagradas, e as usavam em rituais de cura para honrar Asclepius, já que seu veneno era corretivo e sua pele era considerada um símbolo de renascimento e renovação.


28 março 2018

Com os astros a favor,
o II Festival Estelar acontece nesse fim-de-semana. Veja aqui a programação completa:

▶  
Vai começar em 3 dias! 
Sobram poucos ingressos!


As imagens usadas neste video foram cedidas por Art in Lumine
📌   Programação atualizada
Sexta Feira, 30
0:00h – Chegada e Acomodação
12:00h – Grande Roda
13:00h – Almoço
14:20h – Tenda Das Terapias – Terapias Estelares (Massagem e Reiki) 16:00 h- Sagrado Humano – Integ
ração do Feminino e Masculino Aceito Maga Clara 
18:00h – Jantar
19:30h – Meditação Kryon – Na fogueira
21:00h – Show Ricardo Mira – Na Fogueira – 22:00h Show Bruna e Kali Na Fogueira
 
Sábado, 31
08:00h – Hatha Yoga
09:00h – Café da manhã
10:30h – Vivência Autoconhecimento Maga Clara 
12:00h – Grande Roda – Danças circulares
13:00h – Almoço
14:30h – Tenda das Terapias – Terapias Estelares (Baralho Cigano e Viagem Astral) – Apresentação dança clássica indiana Bharatanatyam
17:00h: Meditação Sementes Das Estrelas –
18:00h – Jantar
19:30h – Vivência Astrológica
21:00h – Show K_I_R_T_A_N – Na Fogueira
22:30h – BRUNA E KALI – Música e dança orgânica
 
Domingo, 01
08:00h – Hatha Yoga
09:00h – Café Da Manhã
10:00h – Entre Olhares 🕉
11:00h – Palestra com Joyce Eliza
12:00h – Grande Roda –
13:00h – Almoço
14:00h – Tenda Das Terapias Estelares ( Tarô – Diksha – Apresentação Dança do Ventre)
17:00h – Grande Roda- Final / 18:00h Encerramento




😉

04 outubro 2017

OSHO: Nenhum objetivo, nenhuma técnica, nenhum esforço.
Apenas entregue-se e tudo o que deseja, virá.




T


oda técnica é contra a natureza, contra o Tao; todo esforço é contra o Tao. Se você conseguir deixar tudo por conta da natureza, então nenhuma técnica é necessária, porque essa é a técnica suprema. Se você conseguir deixar tudo por conta do Tao, essa é a mais profunda entrega possível. Você está entregando a si mesmo, o seu futuro, as suas possibilidades, está entregando o próprio tempo, todos os esforços. Isso significa paciência e espera infinitas.

Depois que você entregar tudo à natureza, não há esforço, você apenas flui; você está num profundo estado de deixar acontecer. Coisas lhe acontecem, mas você não está fazendo nenhum esforço para que elas aconteçam, não está nem mesmo procurando-as. Se elas acontecerem, tudo bem; se não acontecerem, tudo bem; você não escolhe. Tudo o que acontece, acontece; você não tem expectativas e, é claro, nenhuma frustração.

A vida flui e você flui com ela. Você não tem nenhum objetivo a alcançar, porque com o objetivo entra o esforço. Você não tem nenhum lugar para ir, porque, se tiver algum lugar para ir, o esforço virá; ele está implícito. Você não tem nenhum lugar para ir, nenhum lugar para alcançar, nenhum objetivo, nenhum ideal; nada precisa ser atingido, você entrega tudo, e, nesse momento de entrega, nesse exato momento, tudo lhe acontece.

O esforço requer tempo, a entrega não leva tempo; técnica leva tempo, a entrega não leva tempo. É por isso que chamo a entrega de técnica suprema; ela é uma não-técnica. Você não pode praticá-la, não se pode praticar a entrega. Se você praticar, ela não é entrega; então você está contando consigo mesmo e não está totalmente impotente; então você está tentando fazer alguma coisa. Mesmo se for entrega, você está tentando fazê-la, e a técnica entrará em cena e, com a ela, entra o tempo, o futuro.

A entrega não é temporal, ela está além do tempo. Se você se entrega, nesse exato momento você está fora do tempo, etudo o que pode acontecer acontecerá. Mas então você não a está procurando, não a está buscando, não está ávido por ela. Você absolutamente não está pensando nela; para você, dá no mesmo se ela acontecer ou não acontecer.

Tao significa entrega, entrega à natureza, e então o ego não existe. O tantra e a ioga são técnicas, e por meio delas você atinge um ponto de entrega, mas será um longo processo. No final, depois de cada técnica, você terá de se entregar, mas com as técnicas a entrega acontecerá no final. Com o Tao, no Tao, ela virá no começo. Se você puder se entregar agora mesmo, nenhuma técnica é necessária.

Você precisa ser descondicionado. Se você estiver no Tao, então nenhuma técnica é necessária; se você for saudável, então nenhum remédio é necessário. Todo remédio é contra a saúde; mas você está doente, e o remédio é necessário. Esse remédio matará sua enfermidade; ele não pode lhe dar saúde, mas, se a doença for removida, a saúde lhe acontecerá. Nenhum remédio pode lhe dar saúde; basicamente, todo remédio é um veneno, mas você coletou algum veneno e precisa de um antídoto que criará um equilíbrio, e a saúde será possível.

A técnica não lhe dará a sua divindade, não lhe dará a sua natureza. Ela destruirá tudo o que você juntou à volta da sua natureza; ela apenas tirará os seus condicionamentos. Você está condicionado e, no momento, não pode saltar em direção à entrega. Se você puder saltar, ótimo, mas você não pode... Seus condicionamentos perguntarão: "Como?" Então as técnicas serão de ajuda.

Quando a pessoa vive no Tao, nenhuma ioga, nenhum tantra e nenhuma religião são necessários. A pessoa está perfeitamente saudável, e nenhum remédio é necessário. Toda religião é medicinal. Quando o mundo viver totalmente no Tao, as religiões desaparecerão e nenhum mestre, nenhum Buda e nenhum Jesus serão necessários, porque cada um será um Buda ou um Jesus. Mas, no momento, como você é, você precisa de técnicas; essas técnicas são antídotos.

Você juntou à sua volta uma mente tão complexa que complicará tudo o que for dito e for dado a você; você tornará tudo mais complexo, mais difícil. Se eu lhe disser: "Entregue-se", você perguntará: "Como?"; se eu disser: "Use técnicas", você perguntará: "Técnicas? As técnicas não são contra o Tao?"; se eu disser: "Nenhuma técnica é necessária, simplesmente se entregue e a divindade lhe acontecerá", imediatamente você perguntará: "Como?" Essa é a sua mente.

Se eu disser: "O Tao está exatamente aqui e agora, você não precisa praticar nada; simplesmente dê um salto e se entregue", você perguntará: "Como? Como posso me entregar?" Se eu lhe der uma técnica para responder ao seu "como", sua mente dirá: "Mas um método, uma técnica e uma abordagem não são contra o Tao? Se a divindade for a minha natureza, então como pode ser alcançada por meio de uma técnica? Se ela já está presente, então a técnica é inútil, é desnecessária. Por que perder tempo com técnicas?" Observe essa mente!

Certa vez aconteceu de um homem, pai de uma jovem, pedir ao compositor Leopold Godowsky para ir à sua casa e dar aula à sua filha. Ela estava aprendendo piano e Godowsky foi à casa deles e, pacientemente, ouviu a jovem tocar. Quando ela terminou, o pai riu exultante, deu um grito de felicidade e perguntou a Godowsky: "Ela não é maravilhosa?"

Conta-se que Godowsky respondeu: "Ela tem uma técnica impressionante. Nunca ouvi alguém tocar uma peça tão simples com uma dificuldade tão grande".

É isso o que acontece na sua mente.

Mesmo uma coisa simples, você a tornará complicada, difícil para si mesmo. E essa é uma medida de defesa, porque, quando você cria dificuldade, não precisa fazê-la; primeiro o problema precisa ser resolvido, e só depois você pode fazê-la.

Lembre-se, você pode seguir em frente indefinidamente nesse círculo vicioso, mas precisará quebrá-lo em algum ponto e sair dele. Seja determinado, porque somente com decisão nasce a sua humanidade, somente com decisão você se torna humano. Seja determinado; se você puder se entregar, entregue-se; se não puder se entregar, então não crie problemas filosóficos e use alguma técnica. De ambas as maneiras, a entrega lhe acontecerá.

OSHO 
_______________

18 setembro 2017

O Alinhamento Planetário
do próximo dia 23.09 anuncia o
fim da escuridão!

Por: CRISTIAN DAMBRÓSPORTAL DA CONSCIÊNCIA

Vejo que muitos estão falando do dia 23 de Setembro de 2017 como o fim do mundo (mais uma vez? hehehe), como o apocalipse ou como a possível volta de Jesus. Nesse texto, vamos tratar de todos esses assuntos que se referem a data 23.09.2017 sem rodeios, direto ao ponto.

Primeiramente, vamos entender o que vai, realmente, acontecer nessa data tão esperada desse mês de Setembro. Acontecerá um alinhamento entre 4 planetas, a Lua, o Sol, e mais 6 estrelas na constelação de Leão, incluindo a estrela Regulus. Estarão, portanto, alinhados em nosso sistema solar: Vênus, Marte, Mercúrio, o Sol, Júpiter e a Lua. Veja a imagem abaixo:


Em Apocalipse 12, na Bíblia, nós temos a seguinte profecia dada por João:
"E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça. E estava grávida e com dores de parto e gritava com ânsias de dar à luz. E viu-se outro sinal no céu, e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças sete diademas. E a sua calda levou após si a terça parte das estrelas do céu e lançou sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho. E deu à luz um filho, um vara, que há de reger todas as nações com vara de ferro; e seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono."

Com ar de profecia, vamos interpretar o que essa passagem de Apocalipse quis dizer.

1 - Uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés: A mulher é a representação da constelação de Virgem (uma moça). O sentido de "mulher vestida de Sol" é porque o Sol encontra-se praticamente encima da constelação de Virgem. Abaixo da constelação de Virgem (nos seus pés), na visão astronômica no dia 23 de Setembro, encontra-se a Lua.

2 - ... E uma coroa de Doze Estrelas sobre a cabeça: A coroa de 12 estrelas é o alinhamento entre Vênus, Marte, Mercúrio, Sol, Júpiter, Lua, Regalus e outras 5 estrelas da constelação de Leão (12 estrelas na cabeça).

3 - E estava grávida e com dores de parto e gritava por ânsias de dar à luz: Essa é a parte mais intrigante. Há 9 meses atrás (tempo comum de gestação humana) por volta de 15 de Dezembro de 2016, Júpiter entrou no "ventre" da constelação de Virgem. Nove meses após, (dia 09 de Setembro de 2017) ele sai do ventre. Virgem, portanto, nesse processo de gestação, dá à Luz à Júpiter que, nesse momento, sai do seu ventre e participa do grande alinhamento do dia 23.

4 - E viu-se outro sinal no céu, e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças, sete diademas: A interpretação dessa passagem de Apocalipse 12 é realmente complexa. Seria o dragão vermelho, o tão chamado Nibiru? O planeta higienizador que, a cada 3.600 anos passa pelo nosso sistema solar para realizar um processo de purificação solar e planetária (em questões de energia)? As sete cabeças com dez chifres e mais sete diademas, lembra-nos do calendário Hebraico, aonde o ano de 2017 é o ano 5777. O 7, nos fundamentos da Cabala, é o número espiritual do progresso, da elevação, da Luz. Também, coincidência ou não, temos os 7 chacras, as 7 cores do arco-íris, os 7 raios e, por fim, 7 principais alinhamentos que são Vênus, Marte, Mercúrio, Júpiter, Sol, Lua e Regalus. Seriam, portanto, essas as sete cabeças e sete diademas? A pergunta que fica é: E os dez chifres?


O alinhamento que acontecerá no dia 23 de Setembro será um alinhamento muito poderoso que servirá como um mega portal de um grande influxo de energia para nosso sistema solar inteiro. Esse alinhamento promoverá a entrada de grandes quantidades de energia que, certamente, darão um grande impulso à transformação global do nosso orbe terrestre. Esse é o verdadeiro significado do Apocalipse: Não o fim do mundo, mas sim o fim de uma era de trevas e o fim da ignorância, para o nascimento de um Novo Mundo. As grandes quantidades de energia e a chegada de altas cargas de fótons ao nosso sistema solar estão impulsionando a humanidade inteira à despertar, à buscar uma nova Consciência. É como se raios de Luz começassem a surgir em meio à uma grande escuridão que durou por éons. É o raiar de uma Nova Aurora no Planeta Terra. É a bênção dos Céus, do Alto, para o nosso orbe: a entrada em uma Era de Luz. Aqui, em nosso planeta somente permanecerão as Almas que buscarem suas melhoras, que se sintonizarem com o progresso e a elevação. Almas que enraízam-se no egoísmo, nos sentidos inferiores, na materialização exacerbada, na prática do mal, não terão mais vez na reencarnação na Terra que, agora, começa a sair do estágio de um planeta de provas e expiações e passa, finalmente, a entrar em um estágio de REGENERAÇÃO!

O alinhamento será mais um dos grandes portais energéticos que promoverão intensas mudanças na consciência das pessoas encarnadas e desencarnadas na Terra. Mas, eu sinto que esse alinhamento não somente é uma entrada de energias de alta frequência, mas, também, um marco de início de um novo ponto na história planetária e solar. Não consigo definir que marco, que ponto ou que fato pode ser esse, mas meu sentimento expressa que é algo grandioso, que talvez seja a volta do Cristo, porém, de uma forma totalmente diferente da qual tem sido falada.

Muitas pessoas têm acreditado que Jesus voltará. Muitos tem acreditado que Cristo voltará. E sim, Ele voltará! Mas não nascerá entre nós. Ele voltará através de nós, através da Consciência Crística que começa a brotar, a desabrochar e a florescer nas pessoas. Cristo retorna, agora, na forma da Consciência Crística em cada um de nós. Esse é o retorno do Cristo: Uma nova Consciência que se instala no Planeta Terra e em toda a Humanidade. Acreditem em mim, queridos, tem sido profetizado há muito tempo uma entrada em uma Era de Luz. Os grandes mestres, os guias da espiritualidade, os movimentos esotéricos, místicos, a astrologia, todos têm falado sobre a saída de uma Era de trevas e a entrada em uma Era Dourada, conhecida no Hinduísmo como Satya Yuga ou Era da Verdade. Estamos no ponto de entrada dessa Era Dourada. O alinhamento que ocorre no dia 23 de Setembro talvez seja a entrada definitiva nessa Era, nessa nova energia. Talvez seja, portanto, a entrada das novas energias cósmicas e a entrada de fótons em nosso Sistema Solar que garantirá esse fato.

Não podemos esquecer, inclusive, que entramos na Era de Aquário em 12.12.12, segundo o Avatar Sathya Sai Baba. Na Era de Aquário, astrologicamente e esotericamente falando, temos a regência da energia espiritual. A partir de agora somente a espiritualização terá força e progresso em nosso planeta. Demos graças! Quão maravilhoso é o tempo de estarmos aqui e agora! Quantas dádivas! Vamos parar de reclamar e vamos agir, vamos buscar nossas melhoras e vamos buscar fazer do mundo um lugar melhor para se viver. É hora, acima de tudo, de botarmos as mãos na massa, porque os portais, as energias e toda a espiritualidade estão aí, nos impulsionando, nos ajudando, nos orientado mas, porém, somos nós os manifestadores de um Novo Planeta.

O fato é que as Energias estão nos ajudando na mudança de nossa Consciência, porém precisamos fazer nossa parte. É natural que nesses tempos (chamados de Apocalipse - fim da escuridão) as pessoas sintam-se perdidas, sem sentido para viver, confusas, estressadas. São processos naturais de liberação de padrões que foram cultivados há éons, há muitas encarnações dentro e fora desse orbe. É o movimento do nascimento de um Novo Eu e da morte do velho eu, baseado nas energias do medo e da dualidade. Nunca antes na história da Terra uma humanidade tem sido tão impulsionada à espiritualização e à nova consciência, assim como à sua melhora íntima. É como se as Energias que chegam fossem um Coaching pessoal que está nos ajudando em nossa melhora e nossa elevação. Mas nossa parte é necessária de se realizar!

E eu lhe convido: Vamos nos transformar e adentrar uma Nova Terra! Vamos nos unir em prol do bem!

Agora, vamos entender outro ponto-chave de toda essa história. Se você utilizar o Google Sky para olhar a constelação de Virgem com a opção infravermelho ativada, você se deparará com uma tarja preta logo encima da constelação:

Veja por você mesmo no Google Sky. No mínimo, estranho se censurar uma parte do céu!?!

A pergunta é: O que há ali que o Google está escondendo? Por que há uma tarja preta que, ao que parece, está encobrindo um suposto brilho diferente, mais intenso do que os outros? Mas, temos uma resolução para isso. Ao acessar o Sky View Virtual Observatory, site criado pela própria NASA e configurar o padrão de cores para infravermelho e procurar pela mesma localização da tarja preta, para nossa surpresa ela não está ali, revelando essa imagem abaixo:
O que seria isso? Nibiru? O estranho é que parecem ser duas grandes estrelas de um brilho extremamente intenso. Talvez o brilho seja intenso porque seja algo que está próximo de nosso sistema solar ou, então, se aproximando. Perceba que há uma diferença entre os 2 pontos na imagem: Um tem a coloração azulada, enquanto o outro tem uma coloração avermelhada. O interessante, também, é que abaixo desse(s) objeto(s) há um rastro, lembrando uma nebulosa ou, pelo menos, a presença de algo que emite algum brilho. De qualquer modo isso não te lembra o grande dragão, citado no Apocalipse 12?

Nibiru já começou sua entrada em nosso Sistema Solar, garantindo ainda mais uma limpeza intensa da "sujeira planetária", porém SEM A NECESSIDADE DE GRANDES CATÁSTROFES! Essa limpeza planetária é uma limpeza psico-emocional e espiritual. A Terra que já atingiu grande mudança de Consciência não necessitará de desastres para entrar em uma Nova Era. Entendam, amados, que a Luz não fere, não machuca, ela é leve, sutil, meiga, amorosa. A entrada em uma Era de Luz é feita pelo Amor e não pela dor! Eles, os "escuros" têm lhes falado que acontecerão grandes desastres; eles têm manipulado as interpretações bíblicas para que vocês entendessem que o fim do mundo está próximo; eles têm colocado MEDO nas pessoas para que elas co-criassem isso! Quando você vibra medo é isso que você cria na sua realidade! E os "escuros" têm implantado medo nas pessoas para que elas co-criassem realidades negativas para si mesmas. É um método de tentar parar a entrada da Luz, porém, não há como retroceder. O Alto garantiu que a Terra entrará em uma Nova Consciência e todos aqueles que permanecerem na escuridão da ignorância e do egoísmo terão de serem transmigrados a outros orbes planetários para continuarem suas evoluções. Tudo isso, meus queridos, feito com Amor e com Misericórdia porque Deus assim o É. Todos são Filhos de Deus e todos possuem o livre arbítrio de permanecer na Luz benigna ou de optar pela experiência daquilo a que chamam de "mal". Mas todos os que optarem pelo "mal" terão de irem para outros recantos universais aonde essa escolha é recíproca. Aqui, na Terra, a escolha foi feita: O MOMENTO É DE LUZ! O MOMENTO É DO BEM!

Encerro esse post dizendo que, muitos desastres que tem acontecido não são naturais, mas produzidos pelo próprio homem. Alguns, é claro, são como expurgações da Mãe Gaia que está eliminando de seu organismo grandes quantidades de cargas negativas absorvidas pelas criações inferiores do homem e seu egoísmo. É a questão do karma: tudo o que vai, volta. O homem tem machucado a natureza e, sendo assim, o machucado voltará a ele mesmo. Porém, tudo dentro dos limites do Alto e da possibilidade de regeneração consciencial. Afirmo, mais uma vez: NÃO HAVERÁ CATRÁSTROFES! NÃO HAVERÁ ARREBATAMENTOS! NÃO HAVERÁ DESASTRES E, NEM MESMO, MORTES EM MASSA! PORQUE O ALTO DECRETOU QUE ISSO NÃO É NECESSÁRIO! PORQUE A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA É FEITA PELA LUZ, PELO AMOR, PELA MUDANÇA QUE VEM DE DENTRO PARA FORA E NÃO DE FORA PARA DENTRO!

Meus amados, a Terra os abraça e os convida para entrarem com ela em um Novo Tempo Planetário. Vocês é quem decidem. É momento de amar! É momento do bem reinar!

Muitas bênçãos, muita Luz.

Gratidão!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...