23 julho 2016

Mais sobre Ho'oponopono - Aprofundando o processo com Morrnah Nalamaku Simeona.



Morrnah Nalamaku Simeona
Criadora do Ho’oponopono Identidade Própria
mestra do Dr. Ihaleakala Hew Len.


Dr. Joe Vitale afirma: 
Com toda sinceridade, falando em caminhos espirituais, técnicas de cura alternativas, de domínio da mente, tudo que você já estudou, visualizou, colocou em prática, divulgou, doutrinou, defendeu, como afirmações, técnicas variadas de estabelecimento de metas, de manifestação, tudo isso tem efeito, traz satisfação, funciona todas às vezes, sem exceção? 
Com certeza não. Já se perguntou por quê? 
Porque são brinquedos da mente. Brinquedos que fazem você pensar que você tem o comando. Que você pode pensar, fazer e acontecer. Mas a realidade é que você não tem o comando, o controle. Os verdadeiros milagres acontecem quando você deixa de lado os brinquedos, os recursos acumulados da mente, e confia naquilo que não faz parte da tagarelice mental que se encontra dentro de você, seu elo com o Divino. 
Agora, como permitir que este elo se revele?
Através deste sistema, o Ho’oponopono.


Ho’oponopono significa “corrigir um erro” ou “tornar certo” na língua original dos havaianos. Embora não muito conhecido no Brasil, o Ho’oponopono tradicional faz parte do sistema de cura Huna. É o nome que o empresário/pesquisador americano Max Freedom Long deu à sua versão do espiritualismo dos povos antigos do Havaí. Mais adiante temos informação sobre Huna aos que se interessarem, mas este Ho’oponopono sobre o qual escrevo aqui é bem diferente do Ho’oponopono Huna. No sistema Huna o processo de cura Ho’oponopono é inter-pessoal, requer a participação de todos no processo de reconciliação, de solução de problemas. Este novo
Ho’oponopono, o Ho’oponopono Identidade Própria é um processo intrapessoal, é você em comunicação com a Divindade. Foi desenvolvido pela Kahuna Morrnah Nalamaku Simeona que o ensinou ao Dr. Ihaleakala Hew Len.

Como praticar o Ho’oponopono Identidade Própria


Aqui entenderá por que o intelecto não dispõe dos recursos para resolver problemas, ele só pode manejá-los. E manejar não resolve problemas. Ao fazer o Ho’oponopono você pede a Deus, a Divindade, para limpar, purificar a origem destes problemas, que são as recordações, as memórias. Você assim neutraliza a energia que você associa à determinada pessoa, lugar ou coisa. 

No processo esta energia é libertada e transmutada em pura luz pela Divindade. E dentro de você o espaço vagado é preenchido pela luz da Divindade. Então, no Ho’oponopono não há culpa, não é necessário reviver sofrimento, não importa saber o porquê do problema, de quem é a culpa, nem sua origem. No momento que você nota dentro de si algum incômodo em relação a uma pessoa, ou lugar, acontecimento ou coisa, inicie o processo de limpeza, peça a Deus:

“Divindade limpe em mim o que está contribuindo para este problema.”

Então use as frases desta seqüência: 


“Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grato.” várias vezes, você pode destacar uma que lhe toca mais naquele momento e repeti-la. 
Deixe sua intuição lhe guiar. Quando você diz “Sinto muito” você reconhece que algo (não importa se saber o que) penetrou no seu sistema corpo/mente. Você quer o perdão interior pelo o que lhe trouxe aquilo. 
Ao dizer “Me perdoe” você não está pedindo a Deus para te perdoar, você está pedindo a Deus para te ajudar se perdoar. “Te amo” transmuta a energia bloqueada (que é o problema) em energia fluindo, religa você ao Divino. “Sou grato” é a sua expressão de gratidão, sua fé que tudo será resolvido para o bem maior de todos envolvidos.
 A partir deste momento o que acontece a seguir é determinado pela Divindade, você pode ser inspirado a tomar alguma ação, qualquer que seja, ou não. Se continuar uma dúvida, continue o processo de limpeza e logo terás a resposta quando completamente limpo.

Lembre-se sempre que o que você vê de errado no próximo também existe em você, somos todos Um, portanto toda cura é auto cura. Na medida em que você melhora o mundo também melhora. Assuma esta responsabilidade.

Ninguém mais precisa fazer este processo, só você.

Não existe regra em relação à ordem das frases. Use a seqüência com qual se sentir melhor, a que estiver mais em sintonia com o seu momento. Pode usar uma ou duas, geralmente só “Te amo” já resolve. O aspecto principal é que estamos aprendendo a nos relacionar com nossa Mente Subconsciente, conhecida na tradição havaiana como o Unihipili

Ele é responsável pelas memórias, ele as recebe e armazena, repetindo-as conforme sua programação. É ele que devemos aprender a amar, pedindo perdão pela falta de consideração e comunicação. 

Existem detalhes sobre suas características que não são necessárias serem abordadas aqui, mas são explicadas e ilustradas mais adiante em um texto do Dr. Len. 
O importante é saber que nos integramos com a nossa Mente Subconsciente ao pedir a Divindade para limpar as memórias que se repetem, que geram os conflitos, os problemas, os bloqueios de energia, que resultam em doenças, psíquicas e físicas.

Pense as frases em todos os momentos no seu dia a dia, isso o manterá com uma atitude vibrante de bem-estar e compreensão, em relação á qualquer coisa que se manifestar para você. Antes de sair de casa, peça a Deus para; “limpar o que há em mim o que possa ser a causa de algum conflito ou problema no caminho do trabalho,” (como exemplo). 


Durante seu dia, ao sentir qualquer mal-estar, ou sentimento ruim, que lhe traga alguma recordação, ou não, se ligue nesse sentimento “ruim” e peça a Deus para limpar as memórias que estão o gerando. Uma frase muito útil é pensada assim; “Amo vocês minhas memórias! Sou grato pela oportunidade de libertar vocês e a mim!” 
Siga com as frases (ou frase) pelo tempo que quiser. 
A mudança é marcante.

Em situações difíceis, onde você pode se sentir desamparado (ou desamparada), quando seu emocional está em desequilíbrio e os pensamentos fluem desordenadamente gerando mais aflição, faça a oração de Morrnah. 

Oração que abrange tudo e todos, um verdadeiro bálsamo espiritual: 

“Divino Criador, pai, mãe, filho em um...
Se eu, minha família, meus parentes e ancestrais lhe ofendemos, à sua família, parentes e ancestrais em pensamentos, palavras, atos e ações do início da nossa criação até o presente, nós pedimos seu perdão...
Deixe isto limpar, purificar, libertar, cortar todas as recordações, bloqueios, energias e vibrações negativas e transmute estas energias indesejáveis em pura luz...
Assim está feito.”
 


Com o Ho’oponopono estamos assumindo a responsabilidade pelas memórias em comum que compartilhamos com outras pessoas. O intelecto não tem a capacidade de assimilar e avaliar toda a informação que se apresenta em relação a qualquer problema, portanto não sabemos o que realmente está acontecendo em momento algum.

Quando dizemos para a Divindade “Se há algo em mim acontecendo que estou vivenciando as pessoas de um determinado modo, eu quero liberar essas coisas”, ao se soltar essas coisas, mudamos nosso mundo interno, e isso em contrapartida faz com que o mundo inteiro mude.

Dr. Len: “Ser 100% responsável é uma estrada difícil de viajar, porque o intelecto é tão insistente. Quando um problema nos aparece, o intelecto sempre busca alguém ou alguma coisa para culpar. Nós continuamos procurando lá fora (de nós) a origem dos nossos problemas. Não percebemos que a origem está sempre dentro de nós.”.

A professora do Dr. Len, Morrnah Simeona, ensinava que: “Nós estamos aqui somente para trazermos paz para nossa própria vida, e se trazemos paz para nossa própria vida, tudo em nossa volta encontra seu próprio lugar, seu próprio ritmo e paz,” e isso é tudo que é o Ho’oponopono.

O Dr. Len diz que o Ho’oponopono nos ensina a não sermos intrusivos na vida do próximo e dar conselhos, mas quando experienciamos outras pessoas como problemas, devemos nos perguntar “O que está acontecendo em mim que estou experienciando isso?”. 

Dr. Len faz questão de dizer que a mente nunca entende as coisas como elas são, o que ela recebe é uma réplica. A mente tem um modelo de como as coisas funcionam, mas isso não é o que realmente está acontecendo, porque se a mente realmente soubesse o que estava acontecendo, não vivenciaria problemas.

Dr. Len: “Decisões são tomadas para nós antes de nós decidirmos tê-las, isso porque sempre existem milhões de memórias inconscientes nas nossas Mentes Subconscientes, e são essas memórias que tomam as decisões por nós. E como não estamos cientes dessas memórias, precisamos falar com a Divindade, que está ciente delas, e só a Divindade pode cancelá-las.”.

Então, de momento a momento, praticando o processo Ho’oponopono, estamos cancelando as memórias na nossa Mente Subconsciente ao dizer para o Divino: “Não sei por que estou vivenciando isso, mas se tenho um problema em comum com estas outras pessoas, eu gostaria de reparar isso.”.
De acordo com o Dr. Len; “Ho’oponopono é sobre se entregar e confiar, por que resultados são trabalhos do intelecto. Expectativas são somente memórias se repetindo, e nada na vida acontece acidentalmente. É a Divindade que está orquestrando os eventos, e nosso trabalho é estar em paz.”.

“Se insistirmos em determinar metas precisamos estar sempre limpando para aceitarmos se soltar e permitir que nossa vida siga no caminho que é para ser seguido.”

“Se somos inflexíveis, e temos nossa mente em somente uma meta, perderemos as muitas oportunidades (Inspirações) que provém do Divino.”.

Dr. Len: “É imperativo se realizar que a pessoa que pratica o processo Ho’oponopono não está curando, e sim, que o Ho’oponopono é o processo de se permitir que a Divindade, que criou tudo e sabe de tudo, cancele as memórias que vivenciamos como problemas”.

“O que estamos fazendo com o limpar do Ho’oponopono é colocando tudo de volta na sua ordem natural. Se estamos preparados para ser 100% responsáveis em primeiro lugar, e chegamos a 100% de paz com nós mesmos, tudo se alinha perfeitamente consigo mesmo e a Divindade.”.
O Dr. Len diz que; “Somos todos Seres Divinos, mas a mente só pode servir um mestre de cada vez. Pode servir as memórias repetindo os problemas, ou pode servir a Divindade que são as Inspirações.”

“O intelecto tem esta escolha: pode funcionar comandado pelos problemas, ou pode funcionar comandado por Inspiração.”

“Devemos ficar de olho em ter expectativas em nossa vida. O limpar não tem nada a haver com expectativas. Não estamos limpando para salvar a vida de alguém. O porquê estamos limpando é para acontecer pacificamente o que é perfeito e correto em nossa vida.”
“A limpeza é feita para conseguirmos as circunstâncias perfeitas e corretas para nós”. Mas não sabemos quais. Só o Divino sabe. A limpeza do Ho’oponopono é profunda por que estamos lidando diretamente com o Divino, e o Divino é perfeito no seu trabalho.”

“Nós não podemos dizer para a Divindade quais resultados queremos com nossa limpeza”. Nossa única responsabilidade é dizer “Sinto muito e me perdoe”. A responsabilidade da Divindade é o que for.

“O processo Ho’oponopono só precisa de uma pessoa: ‘A Paz começa comigo, e com ninguém mais. ’ Todos querem estar em sintonia consigo mesmo, e somente quando conseguirem poderão cumprir seu destino.”


Fonte: E-Book: http://www.hooponopono.com.br/
Ho’oponopono - O E-Book © 2007 Crescent Ltda. editado por Al McAllister, com textos e ilustrações do próprio, e de várias fontes:
www.hooponopono.org Copyright © 2007 The Foundation of I, Inc. (Freedom of the Cosmos)
www.zerolimits.info Copyright © Joe Vitale
www.newsforthesoul.com
www.whatishooponopono.com Copyright © Saul Maraney - 2007. All Rights Reserved

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...