04 julho 2016

A Lei Espiritual da Doação.



Por Deepak Chopra
A  segunda Lei Espiritual do Sucesso é a Lei da Doação. 
Ela poderia também ser chamada de a lei do dar e receber, porque o universo opera através de trocas dinâmicas. Nada é estático. Por exemplo, seu corpo está em intercâmbio dinâmico e constante com o corpo do universo. Sua mente está interagindo constantemente com a mente do cosmos. Sua energia é a expressão da energia cósmica.

     O fluxo da vida nada mais é do que a interação harmoniosa de todos os elementos e de todas as forças que estruturam o campo da existência. Esta interação harmoniosa opera pela lei da doação. Como o seu corpo, sua mente e o universo estão em interação constante e dinâmica, qualquer interrupção nessa circulação de energia significa o mesmo que cessar o fluxo do sangue. Se o sangue pára de fluir, começa a coagular, estagnar. Por isso, você tem a necessidade de dar e receber. Essa troca é que mantém a sua saúde e a afluência – do que for – circulando em sua vida.


     A palavra afluência vem do verbo “afluir”, que significa “correr para”, “convergir”. A palavra afluência tem o sentido de “corrente abundante”, “fartura”, “abundância de dinheiro”. O dinheiro é, na verdade, um símbolo da energia vital que trocamos e da energia vital que utilizamos como conseqüência dos serviços que prestamos ao universo. Dinheiro também é chamado de “moeda corrente”, expressão que reflete o fluxo natural de energia. Corrente vem da palavra “currere”, que significa “correr”, “fluir”.

    Portanto, se interrompemos a circulação de dinheiro – se a nossa única intenção é segurar dinheiro e acumulá-lo – interrompemos, também, sua circulação em nossa vida, uma vez que ele é energia vital. Para que essa energia continue voltando para nós, temos que mantê-la circulando. Como as águas de um rio, o dinheiro tem de fluir para não estagnar, para não sufocar a força vital. A circulação o mantém saudável e energizado.

     Da mesma forma, todo relacionamento depende de dar e receber. Dar engendra receber, receber engendra dar. O que sobe tem de descer. O que sai tem de voltar. Na realidade, receber é o mesmo que dar, porque dar e receber são aspectos diferentes do fluxo de energia universal. Sae você interrompe o fluxo de um ou de outro, interfere na inteligência da natureza.

     Toda semente traz em si a promessa de muitas florestas. Mas, a semente não pode ser guardada. Ela precisa doar sua intrínseca capacidade de gerar ao solo fértil. Ao doar-se, seus fluxos vitais invisíveis manifestam-se materialmente.

     Assim, quanto mais você dá, mais recebe, porque mantém a abundância do universo circulando na sua vida. De fato, tudo o que há de valioso na vida, só se multiplica quando é dado. Aquilo que não se multiplica pela doação não tem valor, nem compensa ser recebido. Se, no ato de dar, você acha que está perdendo alguma coisa, aquele presente não foi realmente dado, portanto, não acrescentou nada. Se você dá de má vontade, não há energia por trás do seu ato.

     O mais importante é a intenção que há por trás de dar e receber. A intenção deve ser a de provocar sempre alegria em quem dá e em quem recebe, porque a felicidade é sustentadora e provedora de vida. Por isso, ela acrescenta. O retorno é diretamente proporcional ao volume dado, quando é feito de forma incondicional e sincera. É por esse motivo que o ato de dar tem de ser prazeroso. A intenção por trás deste ato deve ser a do prazer de simplesmente dar. Só então, a energia acumulada no ato de dar multiplica-se muitas vezes.

     Praticar a lei da doação é muito simples. Se você quer alegria, dê alegria aos outros. Se você deseja amor, aprenda a dar amor. Se procura atenção e apreço, aprenda a dar atenção e apreço. Se quer bens materiais, ajude aos outros a se tornarem ricos. A maneira mais fácil de obter o que se quer é ajudar os outros a conseguir o que querem. Este princípio se aplica igualmente a pessoas, empresas, sociedades e países. Se você almeja ser abençoado com todas as coisas boas da vida, aprenda a abençoar silenciosamente a todos com as coisas boas da vida.

     A mera idéia de dar, de abençoar, de oferecer uma simples oração, tem o poder de afetar a vida dos outros. Isso acontece porque seu corpo, em seu estado essencial, é um feixe de energia localizada e de informação num universo de energia e informação. Somos feixes de consciência localizada num universo consciente. A palavra “consciência” implica mais do que energia e informação – implica em energia e informação tão vivas quanto o pensamento. Por isso, somos feixes de pensamentos num universo pensante. E, o pensamento tem o poder transformar.

     A vida é a eterna dança da consciência expressando-se na troca dinâmica de impulsos inteligentes entre o micro e o macrocosmos, entre o corpo humano e o corpo universal, entre a mente humana e a mente cósmica.

     Quando você sabe dar aquilo que procura, está ativando e coreografando a dança com movimentos primorosos, energéticos e vitais, que constituem a eterna pulsação da vida.

     A melhor maneira de aplicar a lei da doação – de começar o processo de circulação de energia – é decidir que a qualquer momento você vai entrar em contato com outra pessoa, dando a ela alguma coisa. Não é preciso que sejam coisas materiais. Pode ser uma flor, um elogio, uma oração. Na verdade, as formas mais poderosas de dar são imateriais. As dádivas de carinho, atenção, afeto, apreço, amor são as mais preciosas e não custam nada. Quando você encontrar alguém, ofereça-lhe uma benção silenciosa, deseje felicidade, contentamento, alegrias. Esses presentes silenciosos são poderosos.

     Uma coisa que aprendi na infância, e que também ensinei aos meus filhos, é não deixar de levar alguma coisa – levar um presente – quando visitar alguém. Você pode pensar: “como posso dar aos outros se agora não tenho nem para mim ?” Na verdade, você poderá levar uma flor. Uma flor. Poderá levar um bilhete, um cartão, falando de seus sentimentos pelo dono da casa. Poderá levar um elogio. Poderá levar uma oração.

     O importante é tomar a decisão de dar sempre, em todo lugar e a quem for. Enquanto você dá, está recebendo. Quanto mais dá, mais cresce a sua confiança nos efeitos milagrosos desta lei. E, quanto mais você recebe, mais cresce a sua capacidade de dar.

    Nossa verdadeira natureza é a da riqueza e abundância. Somos naturalmente ricos porque a natureza supre todas as nossas necessidades e sustenta todos os nossos desejos. Nada nos falta, porque nossa natureza essencial é a da potencialidade pura e das possibilidades infinitas. Portanto, você precisa saber que já é inerentemente rico. Pouco importa quanto dinheiro tenha, porque a fonte da riqueza é o campo da potencialidade pura – é a consciência que sabe como satisfazer qualquer necessidade, incluindo alegria, o amor, o riso, a paz, a harmonia, o conhecimento. Se você busca antes essas coisas – não só para si mesmo, mas para os outros – tudo mais virá espontaneamente.



O Observatório Cósmico precisa de doações 
para se tornar um blog melhor para você.

Se você tem fé e esperança na vida
 e na nossa capacidade de dignificá-la 
cada vez mais, faça uma 
doação usando um dos botões abaixo:


_______________________________
Pelo PayPal:
Aceita todos os Cartões de Crédito,
em qualquer tipo de moeda.




______________________________
Pelo PagSeguro:
Aceita todos os Cartões de Crédito e de Débito 
inclusive Boletos, mas apenas em Reais.






______________________________
Caso você esteja absolutamente
impossibilitado de doar energia monetária,
aceitamos de bom grado uma 
oração sincera ou uma palavra de incentivo. 

Gratidão Eterna!






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...