18 fevereiro 2008

Obituário-Maharishi Mahesh Yogi

14 de Fevereiro 2008
Do The Economist Edição Impressa

Maharishi Mahesh Yogi, guru e magnata, falecido em 5 de fevereiro, idade provável, 91

VISITANTES entrando no Banco Mundial em Washington, num suarento dia de 1987, podiam ser surpreendidos, por um grupo de jovens rapazes sorridentes, com suas pernas cruzadas em posição de lótus, pulando como rãs.
Na verdade, a maioria dos visitantes não estavam nem um pouco surpresos. Como muitos dos acontecimentos relacionados ao Maharishi Mahesh Yogi, essa exibição de "vôo yoguico" tinha sido bem divulgada. A única surpresa foi que o banco, normalmente dirigido por um grupo de céticos, não estava proporcionando um espetáculo de aptidão física, mas sim, um evento com o objetivo de criar a paz mundial.
Trinta anos antes, o "Maharishi"(grande sábio), que estudou matemática e física na Universidade Allahabad, tinha calculado que apenas uma pessoa praticando a Meditação Transcendental, que ele promovia, poderia induzir comportamentos virtuoso em 99 não-meditantes.
Ele já tinha, em 1944, ajudado a reunir 2.000 "pandits" Védicos, estudiosos dos Vedas, a cantar mantras, num esforço para trazer a Segunda Guerra Mundial ao fim. Ele também reuniu meditantes em 1963, para resolver a crise dos mísseis de Cuba. Mas suas ambições eram maiores -a paz mundial, nada menos, e na década de 1980, ele entendeu que para trazer harmonia para um mundo de 5 bilhões de pessoas, ele precisaria de 50 milhões de meditantes.
Impávido, ele fez a aritmética novamente, desta vez considerando meditação profunda e concentração (incluindo vôo yoguico), e felizmente descobriu que precisava apenas de um número não superior à raiz quadrada de 1% da população mundial- apenas 7.000 praticantes. Assim, 7.000 "voadores" foram reunidos durante o "Sabor da Utopia", uma conferência em Fairfield, Iowa, em 1984.
Surpreendentemente, a conferencia terminou com uma "ampla gama de efeitos positivos no mundo". Algo semelhante aconteceu após 7000 estudantes se reunirem para vôo yoguico e cantos védicos perto de Delhi, em 1988. O Muro de Berlim caiu imediatamente e a guerra fria terminou, mas o dinheiro necessário para manter o grupo de voadores acabou e, "novas tensões" começaram a surgir em todo o mundo.
Se apenas o Maharishi tivesse os fundos necessários... Na verdade, ele tinha. Ele pode não ter sabido como fazer a paz, mas ele certamente sabia como fazer dinheiro.
Após anos estudando no com Guru Dev (Sri Shankarcharya Brahmananda Saraswati), em 1950 ele se autodeclarou um maharishi (grande sábio) e fundou o Movimento de Regeneração Espiritual.
Isto levou a Meditação Transcendental, que ele havia registrado, para o mundo, com Hollywood como uma das primeiras paradas. Discípulos pagavam US$ 2.500 por um curso de cinco dias, aprendendo como chegar a um "nível mais profundo" da consciência, repetindo silenciosamente um mantra, durante 20 minutos, duas vezes ao dia.
A verdadeira fama veio quando os Beatles bateram em sua porta, buscando iluminação e espiritualidade através de boas vibrações. George Harrison já havia sido enfeitiçado pelo som da cítara (instrumento popular indiano) e o discurso do maharishi encontrou eco no pacifismo zangado de John Lennon. Rápidamente os "Fab Four" se viram no "ashram" do Maharishi ao sopé do Himalaia. Sua estada lá foi um sucesso moderado, pois logo Lennon e Ringo Starr começaram a se queixar da comida, e todos começaram a perceber o uso que seu anfitrião fazia do seu interesse pelo transcendental, para publicidade. Não importa. Muitos outros estavam prontos para dar um passo à frente, para uma dose de êxtase espiritual, e nem todos foram celebridades. Na América, a meditação foi considerada como um tônico para uma grande variedade de pessoas, desde executivos de baixa performance até criminosos presos. Um general do exército amaricano se tornou membro do conselho da Maharishi International University, criada em Fairfield, em 1974. Ao todo, cerca de 5 milhões de pessoas aderiram às técnicas ensinadas por Maharishi. Seus outros empreendimentos floresceram, também. Seu império de propriedades foi avaliado em mais de US$ 3 bilhões, há dez anos atrás. Sua estação de televisão oferece cursos de meditação aos seus assinantes em 144 países. Suas companhias vendem unguentos, livros, vídeos e tratmentos ayurvédicos. Seu movimento político, o Partido da Lei Natural, que na década de 1990 perseguiu o objetivo de um governo mundial, com boicote das eleições na América, Reino Unido e vários outros países, foi menos bem sucedido. Isto, no entanto, não impediu o Maharishi de lançar o raam, uma moeda mundial, destinada a fomentar o desenvolvimento.

Imagine (todas as coisas que ele não fez)
.
Um santo? Um maluco? Um charlatão? Talvez os três. No entanto, o maharishi foi geralmente benigno. Ele não usou seu dinheiro para fins perversos. Ele não bebia e nem fumava, nem tomava drogas. Na verdade, ele é creditado por ter livrado os Beatles da droga(por um tempo). Ele não acumulava Rolls-Royces, como Bhagwan Shree Rajneesh; sua maior auto-indulgência foi um helicóptero. Ele também nunca foi acusado de molestar coroinhas; sua maior impropriedade sexual, dizem, foi tentar algo com a Mia Farrow. Ele ria muito, e claramente tinha grande auto-estima. Após a década de 1960 ele raramente apareceu em público.
Acima de tudo
, a sua mensagem foi absolutamente louvável. Ele não promoveu um culto ou mesmo uma religião, nunca mencionou pecado original, purgatório e da probabilidade de danação eterna. Ele só queria acabar com a pobreza, ensinar as pessoas a forma de alcançar a realização pessoal e ajudá-los a descobrir "Céu na Terra nesta geração". E naturamente o vôo yoguico.

(Tradução Mick Bernard)

Jai Guru Dev



Um comentário:

  1. O texto inicialmente tem um tôm crítico e esnobe.Se fosse por isso estaria bem, pois ele não negava a prosperidade e a "sábia cultura atual" imagina que se alguém é sábio ou santo, deve ser miserável.Tolos ele ao e Jesus.O pior mesmo é ter que lêr até o fim a ironização de alguém muito desinformado.Mararishi pagava cientistas, tem inúmeros livros impressionantes desde motivação até a moderna Física Quântica.milhõs de seguidore no mundo.Pobre do Lenon ao julgar o suposto assédio do Maharashi com Mia.Hoje se sabe que Lenon nem tinha certeza.Pobre do Autor desse texto do site.Sofre do mesmo mal de Lenon.Soberba e desiformação. (fernando.campos1@hotmail.com)

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...