21 outubro 2016

Ramatis e a Transição Planetária em curso.


Ramatis viveu na Indochina, no século X, e foi instrutor em um dos inumeráveis santuários iniciáticos da Índia. De inteligência fulgurante, desencarnou bastante moço.

Espírito muito experimentado nas lides reencarnacionistas, já se havia distinguido no Século IV, quando participou do Ciclo Ariano, nos acontecimentos que inspiraram o famoso poema hindu RAMAIANA.

Ramatis nos acompanha desde o tempo da Atlântida há 28.000 anos e algumas vezes encarnou-se para nos ajudar. Foi o grande filósofo Shy-Ramat na Atlântica, no Templo do Sol e da Paz; depois um sensato Grão Sacerdote no Egito, no tempo do faraó Amenhotep IV; mais tarde o insigne Pitágoras na Grécia, Phylon de Alexandria, no tempo de Jesus; finalmente Rama-Tys, sacerdote budista avançado na Indochina, há 1.000 anos, quando muitos de nós aprendemos com Ele magnetismo, psicometria, radiestesia, vidência, terapia e telepatia.

Informa-nos Ramatis que, após certa disciplina iniciática a que se submetera na China, fundou um pequeno templo iniciático na Índia, à margem da estrada principal que se perdia no território chinês.

Pergunta — Mas essa emigração de espíritos terrícolas para um mundo inferior e muito aquém do que já usufruíram na Terra, parece-nos mais punitiva do que mesmo reeducativa! Estamos certos?

20 outubro 2016

Flower Power: O incrível poder das flores.



D

ecorar a casa com flores, ramos e galhos naturais não é um costume do momento. Os antigos Egípcios já usavam lírios e flores de papiro como decoração. Os sumo sacerdotal orientavam o povo sobre a proteção que um vaso de flores trazia a casa.


   Os gregos tinham as flores naturais em pétalas, as quais usavam nos banhos para perfumar e principalmente para purificar o espírito, que acreditavam estar carregado com o mal.


    Em casamentos era costume derramar pétalas de rosas no chão para os noivos passarem. Este ato era mais espiritual do que decorativo, pois era usado para espantar os demônios da discórdia e trazer tranquilidade ao casal.


16 outubro 2016

Depois da Super Lua de hoje, 16.10.16, nada mais será como antes.


Hoje 16 de outubro,  a Lua estará 30% mais brilhante e 14% maior do que o normal.
O fenômeno é conhecido popularmente como superlua, e ocorre quando a Lua atinge sua fase cheia próximo ao perigeu, o ponto da órbita lunar localizado mais próximo da Terra.
Na figura ao lado poderá ver uma comparação do tamanho da Lua cheia quando está no apogeu (priapo – distância menor à Terra – a lua aparece maior) e quando está no perigeu (Lilith – distância maior à Terra- a lua aparece menor).

O motivo desse tipo de aproximação é o formato elíptico da órbita da Lua, que fica 50 mil quilômetros mais perto do nosso planeta no perigeu em comparação com o apogeu, o ponto mais distante.
O evento da superlua não é raro – acontece a cada 14 meses. Quanto mais próximo do perigeu ocorrer o ápice da Lua cheia, menor será a distância da Lua à Terra e por isto é que aparenta estar maior. E desta vez a diferença entre o perigeu e o clímax da lua cheia será mínima, de apenas 27 minutos.

Significado astrológico

Alguns devem lembrar  que o ano passado tivemos uma superlua também no fim de setembro, mas com eclipse total, o que gerou a chamada Lua de Sangue.
Dessa vez não teremos eclipse mas a configuração planetária que a acompanha pode ter desdobramentos mais intensos.

09 outubro 2016

Bhagavad Gita:
O Conhecimento do Absoluto.









Capítulo VII- O Conhecimento do Absoluto

1. A Suprema Personalidade de Deus disse: Agora presta atenção, ó filho de Pritha, enquanto te explico como é que, praticando yoga com plena consciência de Mim, com a mente apegada a Mim, podes ficar livre das dúvidas e conhecer-Me por completo. 

2. Agora te declararei na íntegra este conhecimento, tanto fenomenal quanto numenal. Conhecendo isto, nada mais te restará saber. 

3. Dentre muitos milhares de homens, talvez haja um que se esforce para obter perfeição, e dentre aqueles que alcançaram a perfeição, é difícil encontrar um que Me conheça de verdade. 

4. Terra, água, fogo, ar, éter, mente, inteligência e ego falso – juntos, todos estes oito elementos formam Minhas energias materiais separadas. 

5. Além dessas, ó Arjuna de braços poderosos, existe outra energia, Minha energia superior, que consiste nas entidades vivas que exploram os recursos dessa natureza material inferior. 

6. Todos os seres criados têm sua fonte nestas duas naturezas. Fica sabendo com toda a certeza que Eu sou a origem e a dissolução de tudo o que é material e de tudo o que é espiritual neste mundo. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...