03 setembro 2014

Stevia. A doce revolução.

Stevia em sua forma natural é 15 vezes mais doce que o açúcar (sacarose) e o extrato é de 100 a 300 vezes mais doce que o açúcar, sua doçura alta fornece o complemento perfeito para os alimentos e por ser zero calorias, reduz o aumento de glicose no sangue, protegendo o organismo de doenças como diabetes e obesidade, entre outros.




A Stevia não contém calorias e tem efeitos benéficos sobre a absorção de gordura e pressão arterial. Contém carboidratos, proteínas, vitaminas e minerais.
O doce sabor da planta é devido a um glicosídeo chamado esteviósido, composto de glicose, e rebaudiosídeo.



PRINCIPAIS COMPONENTES DAS FOLHAS DE STEVIA
  • Monoterpenos
  • Diterpénicos Labdanos
  • Triterpenos
  • Sesquiterpenos
  • Esteróides
  • Flavonóides
  • Taninos
  • Óleos Voláteis
A HISTÓRIA DA STEVIA
A Stevia (Stevia rebaudiana) é uma erva doce e perene da família Asteraceae, nativa do Paraguai, cresce nos departamentos de Alto Paraná e Amambay na fronteira com o Brasil. Antonio Bertoni, botânico Sul-americano, descobriu em 1887.
Os índios guaranis conhecê-lo como "CAA-HEE", que significa "erva doce ", no qual desde os tempos imemoriais, utilizam para adoçar as folhas de chá, mastigá-las como guloseima, e na medicina popular para tratar doenças do estômago.
Os químicos francêses Bridel e Lavieille (1.931), extraíram das folhas, uma composto cristalino, branco, puro, no que eles chamavam de "Esteviósido", dizendo que é 300 vezes mais doce que o açúcar de cana.
Nos EUA, em 1952, um grupo de pesquisadores confirmaram que o esteviósido foi o produto natural mais doce até hoje encontrado.
É usado na panificação, cereais, iogurte, sorvete, etc. Ele também é usado em refrigerantes, incluindo a versão japonesa de Coca Cola Diet desde os anos 80.
Stevia é completamente segura para a saúde e livre de efeitos colaterais. Assim, demonstra o uso de folhas ao longo de séculos, no Paraguai e no Brasil, o uso de "extratos" da planta, faz mais de 25 anos, por milhões de consumidores japoneses.
Atualmente, a stevia é usado em quase todo o mundo para produzir alimentos e bebidas doces, especialmente destacada com um baixo teor calórico.

Aliado dos homens, melhora seu desempenho físico, energético, afrodisíaco e estimulante sexual tradicionalmente usado para tratar a disfunção erétil.
O STEVIÓSIDO - PRINCIPAIS PROPRIEDADES
O esteviósido, 85-95% de pureza, é uma mistura de 8 glicosídeos diterpénicos, entre os quais predomina o esteviósido (50%) e o rebaudiosídeo A (30%). Os outros glicosídeos (rebaudiosídeo B, dulcósido A, estevioviósidos, esteviol e isoesteviol) estão presentes em quantidades detectáveis.
  • Aparência física e cor: os cristais têm a aparência de pó muito fino, branco marfim e inodoro.
  • Doçura: o fator mais importante. Seu poder adoçante é 300 vezes maior do que a sacarose. Ou seja, um gramo de esviósido substitui a 300 gramos de sacarose.
  • A pressão osmótica: é menor e mantém a forma de alimentos.
  • Metabolismo: não é metabolizado no organismo, portanto, é livre de calorias e adequado para uso dietético.
STEVIA CONTRA A OBESIDADE
Stevia ajuda a reduzir o desejo por comida e por doces, chocolates, gorduras, etc. Este efeito, reduz calorias (glicose), também regula a insulina e do corpo, portanto, armazena menos gordura.
Na China, o "chá de Stevia” é recomendado para perda de peso, devido a sua natureza digestiva, sabor doce e baixa em calorias.
No Japão, a Stevia substitui a sacarose por causa de sua associação a diabetes e obesidade. Além disso, a substitui os edulcorantes sintéticos como sacarina, ciclamato de sódio, e outros cujo uso foi proibido como cancerígenas.
A OMS recomenda a reduzir a diabete e a obesidade "infantil", reduzindo a ingestão de calorias. Em Cingapura implantaram um sistema de nutrição, em classes, juntamente com alimentos saudáveis e bebidas, onde foi reduzida a população de alunos "obesos".
No Reino Unido, crianças de várias escolas de ensino fundamental "emagreceram", restringindo o acesso aos doces e refrigerantes.
STEVIA E DIABETES
O "glicosídeo" de stevia deve ser uma parte importante na dieta de pacientes diabéticos. A razão é a sua ação "hipoglicemia", que melhora a circulação das pâncreas, estimulando a secreção de insulina, reduzindo o nível de glicose no sangue.
Muitos dos trabalhas a favor da atividade de hipoglicemia das stévia proveem da América sul. No Brasil e no Paraguai é usado como remédios para diabéticos, embora a investigação em causa não é conclusiva.Os médicos do Paraguai defendem que extrato seco ou líquido possuem um efeito extraordinário na cura de diabetes e que esse benefício é alcançado com uma pequena quantidade de adoçante "natural".
Foi demonstrado uma redução de 32,2% no nível de glicose em pacientes adultos que receberam o extrato líquido de Stevia (Oviedo et al. 1970, Alvarez et al., 1981). Os Naturalistas no Brasil, pelo menos por 50 anos, recomendam cozimento ou extratos de Stevia para o controle de glicose no sangue.
Jeppensen (2000) afirma que glicósidos  de stevia estimula as células beta das pâncreas, gerando um considerável da secreção de insulina, muito importante no tratamento da diabetes mellitus tipo 2. Estudos na Dinamarca, em 2002, confirmam esta teoria.

Em Taipei (Taiwan) descobriram que o steviósido, tem um efeito notável "redução". Ou seja, um efeito vasodilatador, diurético e cardiotônico (regula a pressão e a freqüência cardíaca).
STEVIA - OUTROS BENEFÍCIOS DE SAÚDE
  • Cardiotônico: para o funcionamento normal do coração. Sua ingestão constante fortalece o sistema vascular.
  • Ação digestiva: suas propriedades diuréticas e antiácidas permitem  eliminar por vía urinária, as toxinas acumuladas pela má nutrição.
  • Ação antimicrobiana: o extrato de Stevia líquido, in vitro, eliminando bactérias patogênicas como E. Coli 0157, Salmonela, Estafilococos aureus, Bacilos, Vibrio hemolítica e não afetou as bactérias benéficas, como bifidobactéria e bactérias lácticas (Sato, 2000).
  • Anticárie: pa Universidade de Purdue, mostraram que o esteviósido é 100% compatível com flúor, inibe o crescimento de plaquetas e reduzir a cárie dentária. Por não fermentar usado em cremes dentais, enxaguatórios bucais, gomas de mascar para proteger o esmalte do dente.
  • Efeito da derme: tem capacidade para revitalizar as células da pele. A aplicação de uma "máscara facial", por exemplo, produz um estiramento e suaviza a pele, no qual ajuda na cura de várias doenças como acne, dermatite, seborréia, eczema. Além disso, cicatriza cortes na pele rapidamente.
  • Atividade antioxidante: o extrato líquido Stevia possui componentes antioxidantes no organismo para benefícios da saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...