20 setembro 2007

Ho'oponopono

por Joe Vitale


Faz dois anos, escutei falar de um terapeuta no Hawaii que curou um pavilhão completo de pacientes criminais insanos sem sequer ver nenhum deles. O psicólogo estudava a ficha do presidiário e logo olhava dentro de si mesmo para ver como ele tinha criado a enfermidade dessa pessoa. Na medida em que ele melhorava, o paciente melhorava.
A primeira vez que ouvi falar desta história, pensei que era uma lenda urbana. Como podia curar o outro, curando somente a mim mesmo? Como podia, embora fosse um mestre de grande poder de auto cura, curar alguém criminalmente insano? Não tinha nenhum sentido, não era lógico, de modo que descartei esta história.
Entretanto, escutei-a novamente um ano depois. Ouvi que o terapeuta tinha usado um processo de cura havaiano chamado "hooponopono". Nunca tinha ouvido falar disso, entretanto não podia tirá-lo de minha mente. Se a história era totalmente certa, eu tinha que saber mais. Meu entendimento era que "total responsabilidade" significava que eu sou responsável pelo que penso e faço. O que estiver mais alem, está fora de minhas mãos. Penso que a maior parte das pessoas pensa igual sobre a responsabilidade. Somos responsáveis pelo que fazemos, não do que os outros fazem - mas isso está errado.
O terapeuta havaiano, que curou essas pessoas mentalmente doentes, me ensinaria uma nova perspectiva avançada sobre o que é a total responsabilidade. Seu nome é Dr. Ihaleakala Hew Len. Passamos uma hora falando em nossa primeira conversação telefônica. Pedi-lhe que me contasse a história total de seu trabalho como terapeuta.
Ele explicou que havia trabalhado no Hospital Estatal do Hawai durante quatro anos. O pavilhão onde encerravam os criminosos loucos era perigoso.
Regra geral os psicólogos desistiam de trabalhar ali em um mes. A maior parte dos membros do pessoal caiam doentes ou simplesmente renunciavam. As pessoas que atravessavam esse pavilhão caminhava com suas costas contra a parede, temerosas de serem atacados por seus pacientes. Não era um lugar agradável para viver, trabalhar ou visitar.
O Dr. Len me disse que nunca viu os pacientes. Assinou um acordo de ter um escritório e revisar suas fichas. Enquanto olhava essas fichas, trabalharia em si mesmo. Enquanto trabalhava em si mesmo, os pacientes começaram a curar-se.
"Depois de alguns poucos meses, foi permitido aos pacientes que deviam estar encarcerados, caminhar livremente" disse-me. "Outros que tinham que estar fortemente medicados começaram a diminuir sua medicação. E aqueles que jamais teriam nenhuma possibilidade de ser liberados, tiveram alta". Eu estava assombrado. "Não somente isso" continuou, "mas o pessoal começou a ir feliz para o trabalho."
"A ausência e as mudanças de pessoal desapareceram. Terminamos com mais pessoas do que necessitávamos porque os pacientes eram liberados e todas as pessoas vinham trabalhar. Hoje esse este pavilhão está fechado."
Aqui é onde eu tive que fazer a pergunta de milhões de dólares: "O que você esteve fazendo com você mesmo, que ocasionou a mudança dessas pessoas?"
"Eu simplesmente estava curando aquela parte minha que tinha criado aquilo neles", disse ele. Eu não entendi. E o Dr. Len explicou que, entendia que a total responsabilidade de sua vida implica a tudo o que está em sua vida, simplesmente porque está em sua vida e, por isso, é de sua responsabilidade. Em um sentido literal, todo o mundo é sua criação.
Uau! Isto é duro de engolir. Ser responsável pelo que eu faço ou digo é uma coisa. Ser responsável por outro ou por qualquer outra coisa que faça ou diga na minha vida é muito diferente. Entretanto a verdade é esta: se assumir completa responsabilidade por sua vida, então tudo o que você vê, escuta, saboreia, toca ou experimenta de qualquer forma é sua responsabilidade, porque está em sua vida. Isto significa que a atividade terrorista, o presidente, a economia ou algo que experimenta e você não gosta, está ali para que cure. Isso não existe, por assim dizer, exceto como projeções que saem de seu interior. O problema não está com eles, está em você e para mudá-los, você deve mudar.
Sei que isto é difícil de captar, muito menos de aceitar ou de vivê-lo realmente. Atribuir ao outro a culpa é muito mais fácil do que assumir a total responsabilidade, mas enquanto falava com o Dr. Len comecei a compreender essa cura dele e que, o ho'oponopono significa amar a si mesmo.
Se deseja melhorar sua vida, deve curar sua vida. Se deseja curar qualquer outro, ainda que seja um criminoso mentalmente doente, faça-o curando a si mesmo.
Perguntei ao Dr. Len como curava a si mesmo. O que era que ele fazia exatamente, quando olhava as fichas desses pacientes.
"Eu simplesmente permanecia dizendo "Sinto muito" e "Te amo", muitas vezes" explicou ele.
"Só isso?"
"Só isso."
O resultado é que, amar a si mesmo é a melhor forma de melhorar a si mesmo e enquanto você melhora a si mesmo, melhora seu mundo". Permita-me dar-lhe um rápido exemplo de como funciona isto: um dia, alguém me envia um e-mail que me desequilibra". No passado leria trabalhando com meus aspectos emocionais raivosos ou tratando de raciocinar com a pessoa que enviou essa mensagem detestável. Desta vez eu decidi provar o método do Dr. Len. Coloquei-me a pronunciar silenciosamente "sinto muito" e "te amo". Não dizia nada a ninguém em particular. Simplesmente estava invocando o espírito do amor, dentro, para curar o que estava criando a circunstância externa.
No término de uma hora recebi um email da mesma pessoa. Desculpava-se por sua mensagem prévia. Tenha em conta que eu não realizei nenhuma ação externa para obter essa desculpa. Eu nem sequer respondi sua mensagem.
Entretanto, só dizendo "te amo", de algum modo curei dentro de mim o que estava criando nele.
Mais tarde assisti a uma reunião de ho'oponopono dirigido pelo Dr. Len. Ele tem agora 70 anos de idade, é considerado um xamâ avô e é algo solitário.
Elogiou meu livro "O Fator Atrativo". Disse-me que enquanto eu melhoro a mim mesmo, a vibração de meu livro aumentará e todos sentirão quando o lerem. Em resumo, à medida que eu melhoro, meus leitores melhorarão.
"E o que aconteceria com os livros que já vendi e saíram por mim?" Perguntei.
Eles não saíram" explicou ele, uma vez mais, soprando minha mente com sua sabedoria mística. "Eles ainda estão dentro de você". Em resumo, não há fora. Levaria um livro inteiro para explicar esta técnica avançada com a profundidade que ela merece.
"Basta dizer que toda hora que desejar melhorar algo em sua vida, existe somente um lugar onde procurar: dentro de você.
Quando olhar, faça isto com amor".

18 setembro 2007

Muito Importante: Documentário "A carne é fraca"

Indispensável para todos aqueles que buscam a espiritualidade, a evolução pessoal e a sustentabilidade do planeta.

Chegará o tempo em que os homens vão olhar o assassinato de animais da forma como hoje eles olham a assassinato de outros homens."   Da Vinci
"Enquanto houver matadouros, haverá campos de guerra."   Tolstoi

"Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as chances de sobrevivência da vida na terra quanto a evolução para uma dieta vegetariana. A ordem de vida vegetariana, por seus efeitos físicos, influenciará o temperamento dos homens de uma tal maneira que melhorará em muito o destino da humanidade."  Albert Einstein

Trailler:

Parte 1/2:

Parte 2/2:

13 setembro 2007

Glandula TIMO- A chave da imunidade e da energia vital.


No meio do peito, bem atrás do osso onde a gente toca quando diz "eu", fica uma pequena glândula chamada timo.
Seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Precisa dizer mais?
Precisa, porque o timo continua sendo um ilustre desconhecido. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando estressamos e mais ainda quando adoecemos.
Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhidinho.
Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu "tamanho anormal" poderiam causar problemas.
Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo; é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem. Como uma central telefônica por onde passam todas as ligações, faz conexões para fóra e para dentro.
Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora.
Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos.
Amor e ódio o afetam profundamente.
Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias.
Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes.
Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.

O teste do pensamento
Um teste simples pode demonstrar essa conexão.
Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abrí-los enquanto você pensa " estou feliz".
Depois repita pensando " estou infeliz".
A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando pensa infeliz. (Substitua os pensamentos por uma bela sopa de legumes ou um lindo sorvete de chocolate para ver o que acontece...)
Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas.
Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial, seu paciente tem sintomas no fígado que tanto podem significar câncer quanto abcessos causados por amebas. Usando lâminas com amostras, ou mesmo representações gráficas de uma e outra hipótese, testa a força muscular do paciente quando em contato com elas e chega ao resultado.
As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.
O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito..."
Fiquei de coração apertadinho", por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração.
O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração- e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.
"Lindo!", você pode estar pensando, "mas e daí?".
Daí que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade.
Como? Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.
a).. Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.
b).. Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o rítimo assim: uma forte e duas fracas.
Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.
O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta. Ou seja, enchendo o peito de algo que já era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se transformar em coragem, calma, nutrição emocional, abraço.
Ótimo, íntimo, Cheio de estímulo. Bendito Timo.

Da jornalista e pesquisadora naturista Sonia Hirsch

07 setembro 2007

O que se passa no Planeta Terra.


01 de Setembro de 2007

A ASCENSÃO DE 11 DE SETEMBRO
(Perdeu o alerta de energia de 26 de Agosto? Você pode vê-lo aqui.)

Saudações,

Nós temos sobre nós, em um futuro muito próximo, uma enorme, fundamental, surpreendente e inacreditável oportunidade para uma real e verdadeira ascensão! É surpreendente de ver, e difícil de colocar em palavras. É para isto que estivemos nos preparando, nos últimos três meses (ou realmente, vários anos). É isto o que muitos estiveram sentindo que estava ultimamente no horizonte, mas podem não ter sabido exatamente o que era.
Uma oportunidade como esta, eu somente vi uma vez antes, quando o processo de ascensão começou há aproximadamente 6 anos atrás. Este será um esforço enorme e um salto dramático dimensionalmente. Nós temos literalmente uma oportunidade de passar para outra realidade... para outro mundo... para outro lugar inteiramente. Nós seremos capazes de pular dimensões e chegar em um mundo diferente... um que nunca vimos antes enquanto nestes corpos em particular.
Nosso processo evolutivo espiritual envolve muita oscilação, enquanto evoluímos de uma escada vibracional para outra com o tempo. Nós mudamos, liberamos, integramos, e evoluímos, repetidas vezes. Mas esta mudança em particular em um horizonte muito próximo é muito diferente de todo o resto.
Por que é diferente? A mudança através do portal de 11 de Setembro, durante o período do Eclipse Solar, (MAS SAIBAM QUE HÁ UMA JANELA JUNTO A ESTE MOMENTO TAMBÉM, E JÁ ESTAMOS COMEÇANDO A EXPERIENCIAR ALGUMA MANIFESTAÇÃO RÁPIDA E MÁGICA), literalmente separará dois mundos. Ocorrerá uma abertura vasta e inacreditável, e muitos atravessarão este portal. Esta será uma ascensão dramática. Os céus se abrirão, e muitos fracassarão literalmente. E saibam que ao passarmos este portal, nós não iremos “para cima”. Nós “atravessaremos”, já que a ascensão envolve retornar às profundidades da própria Terra. Entendam, o céu está realmente na Terra. Tudo acontece aqui. É onde o céu e a Terra se encontram. Retornar à Terra é uma parte vital e crucial do processo de ascensão. Assim, é através da Terra que ascendemos. Ela é o nosso portal.
Nós estivemos nos conduzindo em direção a esta ascensão mais intensamente nas últimas semanas, quando estivemos retidos (e certamente protegidos) de reentrarmos, ou ficarmos envolvidos com o velho mundo. Isto foi porque o velho mundo começará a sua grande queda até mais intensamente após ocorrer a ascensão do dia 11. Nós fomos protegidos e retidos em preparação para a ascensão em Setembro. Estivemos na estação ferroviária, com as nossas malas arrumadas (ou desarrumadas), tendo deixado os nossos velhos lares e nossas velhas vidas, esperando pela chegada do trem (e esperando e esperando), e ele chegará... muito em breve. E isto será muito dramático realmente.
Eu estive relatando que as coisas começarão a avançar em Setembro, mas eu preciso esclarecer que será um tipo diferente de avanço. Será um momento muito mágico, e eu digo “novamente”, conquanto estivemos nesta energia mágica antes, por períodos limitados de tempo, enquanto ela “espreitava” através das nuvens. Desta vez, as energias não estarão chegando tanto para que as experienciemos, mas estaremos “prosseguindo” para outra realidade que as incorporem 24/7.
(Com o pensamento negativo e baseado no medo, além de adquirir as ilusões do velho mundo, podemos também pular para fora desta nova realidade, se não formos cuidadosos. Mas nós somos somente humanos, assim isto ocorrerá muito provavelmente, mas aprenderemos rapidamente como navegar nas dimensões pelo modo que estivermos sentindo e pelo que estivermos experienciando).
Do outro lado do portal, nossos pensamentos se manifestarão imediatamente, estaremos em uma energia instantânea, seremos apoiados como se uma mão poderosa, forte, mas gentil estivesse sob nós, guiando-nos de cada modo, e presenteando-nos com coisas e oportunidades inacreditáveis que virão diretamente da mente da Fonte, e nos sentiremos reverenciados e maravilhados regularmente. Será um tempo como nenhum outro. Todas as nossas necessidades serão encontradas, como se por mágica. Como crianças inconstantes apenas soltas em um playground de maravilhosos jardins, arco-íris, fadas, e varinhas mágicas, experienciaremos muita alegria e reverência, e apenas diversão manifesta! E “tranqüilidade” e “fluxo” serão as palavras do dia.
Às vezes, quando a energia da luz retorna após uma assim chamada ausência, ela pode chegar com grande força e movimento dramático. Desta vez, será diferente. Será muito mais mágico, brilhante, vibrante com a poeira encantadora da iluminação, e o amor e a gratidão estarão no ar a qualquer momento. Esta é a energia que existe no outro lado do portal. Deste lado, não há guerra, raiva, medo ou abuso. Deste lado, não há insegurança, dor ou sofrimento. Há somente uma existência fácil em um mundo que literalmente flutua com pouca ou nenhuma densidade.
Os três meses que nos conduziram a este ponto foram desafiadores certamente. Às vezes, podemos ter duvidado de nossa fé, podemos ter revisto toda e cada coisa uma dúzia de vezes, podemos ter feito uma revisão da vida e ponderado em como chegamos aqui, neste espaço de não energia e tanta dor no mundo a nossa volta, podemos ter imaginado se estávamos onde precisávamos estar, ou talvez se fôssemos dignos de algo sob qualquer condição. Podemos ter sentido desapontamento em como as coisas tinham se tornado... ou até surpresos em como as coisas tinham se tornado. Ou nos perguntado: “Qual foi o ponto de tudo isto de qualquer modo?” E podemos ter imaginado se as coisas seriam novamente boas, ou se mudariam algum dia.
Esta foi a energia da desconexão. Como corações que foram removidos de um corpo durante uma cirurgia de vascularização, nós mais uma vez seremos repostos e preparados para bater novamente.
Recentemente, foi revelado que a Madre Teresa teve uma crise de fé durante 50 anos. Nós últimos 50 anos de sua vida, ela tinha se sentido desconectada de Jesus e de Deus, não sentia a presença de Deus em sua vida, e descreveu a sua crise como se vivesse no inferno. E ela se sentiu deste modo por 50 anos, mas ainda continuou com o seu serviço.
“Jesus tem um amor muito especial por você. Mas quanto a mim --- O silêncio e o vazio é tão grande --- e eu olho e não vejo, --- Escuto e não escuto.” MADRE TERESA AO VER. MICHAEL VAN DER PEET, SETEMBRO DE 1979.
Em nossos momentos de confusão e dúvida, pode ser desafiador manter viva a nossa fé. Mas é a isto que se refere a fé. É um conhecimento de que o invisível realmente existe... uma crença em um poder superior que sabe mais do que nós. É um conhecimento de que tudo está sempre em divina e perfeita ordem, porque no fim, parece que descobrimos que as coisas estavam sempre no caminho, e se revelando de acordo com um plano divino e perfeito.
E quanto àqueles que aparentemente foram deixados para trás? O que se tornarão aqueles que estejam ainda se agarrando às velhas energias, às velhas manifestações de poder e de segurança? E quanto àqueles que não vêem? As escolhas serão dadas repetidas vezes, pois há sempre oportunidade para uma nova chegada do outro lado, para todo e cada indivíduo neste planeta. Enquanto o velho mundo começa a se despedaçar, uma espontaneidade será criada... criada com o propósito de entregar-se ao que ocorrer. Aqueles então, que estiveram se mantendo no medo ou no poder baseado no ego, terão a oportunidade de deixar ir e concordar com os modos diferentes de viver e de ser. Quanto mais escolher em se manter, mais tempo será a sua permanência no “inferno”. O contraste serve sempre para criar uma espontaneidade e desejo por algo diferente.
Isto me lembra das experiências que tive ao auxiliar almas presas que não tinham atravessado após a morte. Entendam, tudo o que existe em qualquer realidade, existe aqui na Terra, pois criamos estas ilusões em nossas mentes. Nenhuma novidade aqui... o que acreditarmos e escolhermos ver ou procurar, se manifestará como nosso próprio mundo ou realidade individual. Não precisamos ficar presos.
Enquanto atravessarmos os portais de 11 de Setembro, despedindo-nos do velho, nos encontraremos em nosso próprio céu. Estaremos em nossas próprias versões do que acreditamos que seja o céu. Estaremos salvos e seguros em nossos próprios santuários que criamos da simplicidade da vida, sem a conexão com os velhos sistemas. E estaremos muito certamente e sempre no momento... no agora. Pois é onde o céu reside.
Assim como atravessamos o portal? Quanto mais nos deslocarmos e nos afastarmos do velho mundo, mais experienciaremos o novo mundo. Nossos apoios chegarão como por milagres e mágica. Haverá muito mais compaixão e unidade com nossos companheiros... uma realidade mais suave surgirá.
Entregar-se é a chave. Permitir é a chave. Eu me lembro quando comecei um grande salto da ascensão em 2001. Eu entrei em um total torpor. Disseram-me que se eu relaxasse e deixasse ir, e confiasse realmente, tudo ficaria bem. Semelhante ao processo de morte enquanto no mundo de 3D, quanto mais temermos e resistirmos, mais difícil será o processo. E como estamos continuamente morrendo enquanto estamos vivos, o mesmo é verdadeiro.
Há algumas semanas atrás, o meu ser estelar companheiro (ou guia, ou meu aspecto superior, o que lhe parecer melhor), me disse que eu estaria deixando este mundo e não retornaria. Eu imaginei que se tinha uma doença terminal, mas agora eu sei ao que ele estava se referindo.
Se pudermos ir simplesmente com o que nos está sendo revelado, confiem que seremos intensamente cuidados, e ao deixarmos ir, poderemos viajar em uma surpreendente onda que nos depositará no céu. Quando me casei com o meu marido em Maio, eu o conhecia somente por três meses. Eu estava aterrorizada, pois nunca estive casada. Mas foi um casamento arranjado por nossas famílias dos seres estelares, e eu tinha que confiar apenas... CONFIAR CEGAMENTE. Agora eu estou no céu com este homem, e é assim a ascensão. Sempre que eu tive medo, nós tínhamos um período instável. É o mesmo com a ascensão. CONFIEM, CONFIEM, E CONFIEM ALGO MAIS.
Quando sairmos de nosso próprio modo, ou mentes do ego, ou perspectivas de como pensamos que as coisas deveriam ser, um plano novo e muito mais maravilhoso chegará até nós. O meu marido não se parece nada com o que eu poderia ter imaginado para mim mesma. Eu resisti muito inicialmente, pois ele não se adequava ao meu ideal, mas apesar disto, eu sentia uma enorme atração por ele e sabia que era onde eu pertencia, mesmo que isto não fizesse sentido. Oprah Winfrey disse uma vez que apresentar um show pela TV não era algo que ela já tivesse pensado para ela mesma... e agora olhem para ela!
Se continuarmos a nos focalizarmos no que está sendo revelado nas notícias ou até no velho mundo das ilusões, permaneceremos onde aquelas manifestações estão ocorrendo. E é isto o que está caindo. Nós não queremos ficar lá. O céu está aqui agora. Se nos focalizarmos nisto, é onde estaremos. Nós continuamos a passar por ele, não o vemos, não compreendemos que ele está bem a nossa frente, e permanecemos conectados com as velhas ilusões. As velhas ilusões é o que precisamos deixar ir, a fim de atravessarmos o portal. Precisamos ver onde verdadeiramente estamos agora, não onde a mídia ou o mundo exterior gostaria que acreditássemos que estamos.
Atravessar o portal de 11 de Setembro nos transportará para um céu seguro, não importa onde estejamos. As vibrações mais elevadas não podem ser afetadas pelas menos elevadas. Se estamos desejando nos estabelecer em uma nova área geográfica, somos usualmente guiados por uma paixão, alegria e um forte desejo de experienciar algum lugar novo que se equipare mais intimamente com a nossa vibração nova e mais elevada. Esta é uma coincidência perfeitamente orquestrada para nos levar onde precisamos estar também. Irmos continuamente em direção ao que parecer melhor, seja geograficamente, com o nosso trabalho ou nossas paixões, ou com os indivíduos, é um guia bom e verdadeiro para atravessarmos o portal.
(Outro cenário está presente também. Meu marido Phil e eu descobrimos que a antiga cultura Mogollon partiu subitamente porque eles sabiam que uma facção de vibração menos elevada deveria chegar, e a sociedade de vibração mais elevada dos Mogollon não poderia compartilhar o espaço com esta energia que chegara recentemente. [N.R. Cultura Mogollon - Os Mogollon foram uma das quatro maiores tradições arqueológicas pré-históricas do sudoeste dos Estados Unidos. A cultura ameríndia conhecida como Mogollon viveu no sudoeste aproximadamente de 700 d.C até algo entre 1300 e 1400 d.C. O nome Mogollon vem das Montanhas Mogollon, batizadas com o nome de um oficial espanhol, Don Juan Ignacio Flores Mogollón]. Atualmente, o mesmo cenário está se revelando, mas de um modo oposto. Aqui, na pequena cidade onde eu atualmente resido ao norte do Arizona, há um movimento substancial prestes a ocorrer. Os indivíduos e a energia que reivindicaram ser os primeiros colonizadores deste vale estão se preparando para partir. Eles não podem mais residir aqui. Os negócios estão fechando em toda parte, e embora este processo possa levar algum tempo, ele está começando. Assim então, certas áreas, organizações, e conseqüentemente, partirão ou mudarão intensamente, de modo que as energias mais brilhantes e de vibração mais elevada possam substituí-las. Estes, então, tornar-se-ão nossos espaços do céu. E estes espaços chegarão para nós de acordo com onde acreditamos que o céu esteja para todos e cada um de nós).
Se pudermos ficar tranqüilos, sentarmo-nos tranqüilos, estarmos no agora, e permitirmos e aceitarmos que onde estamos é verdadeiramente o céu na Terra, instantaneamente seremos impulsionados através do portal. O céu está no silêncio... está “aqui”. Deslocarmo-nos e impulsionarmo-nos, tira-nos deste espaço e afastados do céu. Viver na simplicidade e na aceitação pura, leva-nos através do portal. A permissão nos leva através do portal. O céu está aqui agora, e estarmos tranqüilos nos permite conectar com o que está bem aos nossos pés. Move o nosso foco para onde estamos, que é verdadeiramente no céu.
Se abrirmos os nossos olhos, poderemos vê-lo bem a nossa frente. E o portal de 11 de Setembro abrirá a passagem para a nossa chegada. Vocês estão preparados para prosseguir?


http://www.whatsuponplanetearth.com

Desejo a vocês o Céu em seu coração, a luz das estrelas na sua alma e milagres em sua vida nestes tempos milagrosos.

Até a próxima vez,
Karen Bishop

02 setembro 2007

URGENTE- Risco de morte.


http://www.fda.gov/bbs/topics/ANSWERS/ANS01051.html

Para quem tem crianças ou para quem faz uso regular de medicamentos, é melhor ficar de olho!

Por favor, divulguem.

O Ministério da Saúde através da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, suspendeu por meio da Resolução 96, a fabricação, distribuição, manipulação, comercialização e armazenagem de medicamentos com o principio ativo denominado FENILPROPALAMINA.

A medida foi tomada depois que a "Food and Drug Administration", (FDA), dos Estado Unidos, constatou que a substância vinha provocando adversos FATAIS em usuários americanos (hemorragia cerebral). No Brasil a suspensão é preventiva, uma vez que não
existem casos relatados.
A FENILPROPALAMINA está presente em 21 medicamentos, especialmente nos anti-gripais. Os medicamentos suspensos são os seguintes:

1) Bernadryl dia e noite.

2) Contac

3) Naldecon Bristol

4) Acolde

5) Rinarin Expectorante

6) Deltap

7) Desfenil

8) HCl de fenilpropalamina

9) Naldex

10) Nasaliv

11) Decongex Plus

12) Sanagripe

13) Descon

14) Descon AP

15) Descon Expectorante

16) Dimetapp

17) Dimetapp Expectorante

18) Ceracol Plus

19) Ornatrol

20) Rhinex AP

21) Contilen

Solicito, pois, a todos que estejam utilizando qualquer medicamento da lista acima, que suspendam a medicação e procurem o seu médico para maiores detalhes.

MAURICI ARAGÃO TAVARES
Médico do Trabalho
CRM.SP.33006

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...